JORNALISTAMINI

MÃE, PRESENTE DE DEUS!

João Carlos da Costa

Dia das mães ou apenas um momento especial para incentivar as vendas? O comércio é importante para a sobrevivência de uma sociedade. Sem comércio não há empregos. Não há desenvolvimento e a economia enfraquece por falta de investimentos. Então o melhor meio para  melhorar as vendas é investir na  divulgação, principalmente em  datas festivas como o Dia das Mães.  A apelação é tão grande que muitos se confundem na hora de anunciar e colocam algumas propagandas que soam absurdas como: “Perdoe sua mãe. Esqueça o passado e capriche no presente”. Este é apenas um dos exemplos do que se tem visto por aí. Acho  que está faltando  mais de sentimento, pois mãe é mãe em quaisquer circunstâncias e,  por mais que errem em relação aos filhos, não há motivos suficientes para culpá-las, pois os erros sempre ocorrem na tentativa de lhes proporcionar um bem maior. Seja enfeitando em excesso ou de forma ridícula ou bajulando  e tratando de forma mimada, com a pretensão de mostrar aos outros e ao mundo que seu filho ou filha é repleto de predicados. Quando  nasce é o  mais bonito, o mais inteligente, o mais tudo... Não existe bebê feio. Mesmo nascendo careca, banguela e com outros defeitos, para as mães sempre são criaturas perfeitas e carregadas no ventre com muito carinho durante o período de gestação. Só por esses motivos não é possível enxergar culpa suficiente em uma mãe para ter que perdoá-las como prevê  a propaganda.

Também não há como esquecer o passado, que para muitas foi difícil. Muitas mães sofrem física e emocionalmente no período de gravidez. Mesmo assim resistem firmemente até dar à luz ao ente que tanto esperam. Aliás, este é um dos mais dolorosos desejo e prazer que uma mulher quer realizar em sua vida. Alguns dizem que casamento é a principal meta da maioria das mulheres. É mentira! Casar é apenas um dos meios para alcançar o seu maior objetivo, que é o de poder gerar um filho. E o marido é apenas um instrumento necessário, mas de certa forma descartável, porque quando o filho vem ele fica no segundo plano, porque filho sempre será filho para a vida toda. Marido pode ser substituído. E se existe um desejo maior em uma mulher. Este é o de ser mãe, que certamente supera qualquer outro.

Ser mãe é um dom dado por Deus a todas as criaturas do sexo feminino e que deve ser aproveitado ao máximo . É uma dádiva  a um ser naturalmente especial. Mãe é um presente que todo mundo recebe sem pedir e até mesmo sem merecer. A ela devemos todo respeito, amor e admiração diários, são motivos evidentes para  renegar os apelos comerciais para lembrar daquela que se preocupa com o  bem-estar das suas crias em todos os instantes, nas horas de  alegria ou de tristeza. 

Dar um beijo, um abraço, lembrar dela todo instante  e reconhecer que ela á a pessoa mais importante no dia a dia para ela é o maior presente. Porém, independente do interesse comercial, um objeto ou algum outro tipo de “mimo” vindo de um filho(a) como  recordação, sempre será guardado  com carinho e dedicação. Mas o que deve prevalecer é o verdadeiro sentido do que é ser “MÃE”. E esse sentido deve vir do coração, pois parece que muitos só se lembram das mães nesse dia porque são bombardeados diariamente pelas propagandas. E às vezes só sentem a sua falta quando morrem. Aí  já é tarde. E mãe, a mais nobre, melhor e mais almejada profissão, merece carinho eterno.  FELIZ DIA DAS MÃES a todas as mães do mundo!

João Carlos da Costa

Bacharel em Direito (aprovado na OAB), Bel. Químico, Professor e Policial Civil. Contatos: joaEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Comentar

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6       jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web