WhatsApp Image 2021 12 08 at 13.52.38

Soldados da PM e Bope são 'caçados' por matar moradores de rua em MT

chacina roo 3.jpg Dois soldados da Polícia Militar, sendo um do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) de Cuiabá, são os principais suspeitos do assassinato de Odinilson Landvoigt de Oliveira, 41 anos, e Thiago Rodrigues Lopes, 37 anos, que viviam em situação de rua e foram executados na madrugada da última quarta-feira (27), em Rondonópolis (215 km de Cuiabá). As vítimas foram alvejadas frente ao Centro de Atendimento à População em Situação de Rua por disparos efetuados pelos militares que estavam em uma Land Rover.

O policial do Bope de Cuiabá foi identificado até o momento apenas como Elder José da Silva, enquanto o outro PM, lotado em Rondonópolis, foi identificado como Cássio Teixeira Brito. Os dois estão foragidos conforme apurado com absoluta exclusividade pelo FOLHAMAX.

De acordo com informações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Rondonópolis, frequentadores do local relataram que um veículo Land Rover de cor escura passou pelo local e os ocupantes efetuaram vários disparos indiscriminados contra as pessoas que dormiam. Oziel Ferle da Silva, 35 anos, e Willina Pereira de Oliveira, 25 anos, também foram alvejados e foram internados no Hospital Regional de Rondonópolis.

Em nota, o comandante da PM, coronel Alexandre Mendes, informou que a Corregedoria da Polícia Militar do Mato Grosso está tomando as medidas cabíveis. "Ao tomar conhecimento da participação de dois policiais militares nos bárbaros homicídios em Rondonópolis dias atrás, nosso sentimento é de desgosto e zelo pela tropa que não se confunde com tais práticas. Dessa forma, temos a informar que a PMMT toma desde já todas as providências na direção de responsabilizar os envolvidos em sede disciplinar. Ressaltamos ademais que ambos foram devidamente identificados, e que, nesta hora, a investigação da Polícia Civil conta irrestritamente com todo nosso apoio", lamentou

Ele ainda destacou que um episódio como este causa desgosto e confusão no zelo pela tropa, o qual não se confunde com tais práticas. "Exaltar como fazemos o trabalho honrado da esmagadora maioria de policiais militares não nos poupa o dever, em ocasiões como esta, de constatar a existência nefasta de uma minoria que conspurca a farda que enverga. Por fim, assevero que a Corregedoria da PMMT através dos procedimentos cabíveis dará a pronta resposta à sociedade mato-grossense, em vista da Vida, bem-maior que defendemos e dos policiais militares que fazem jus a esse propósito", traz trecho da nota escrita pelo coronel Alexandre. 

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Rondonópolis, informou  que está empenhada com diligências contínuas para esclarecer a autoria e motivação dos homicídios consumados e tentados. Informou ainda que a apuração está sob sigilo a fim de resguardar o andamento da investigação.

Conforme a PJC, testemunhas foram ouvidas na delegacia especializada e a equipe de investigação continua com outras diligências, reunindo informações e imagens de câmeras de seguranças, para identificar o veículo e autores dos disparos que vitimaram Odinilson Landvoigt de Oliveira, 41 anos e Thiago Rodrigues Lopes, 37 anos, que foram a óbito ainda no local; e Oziel Ferle da Silva, 35 anos e William Pereira de Oliveira Filho, 25 anos, socorridos pelo Samu com vida e encaminhados ao Hospital Regional de Rondonópolis. Uma equipe da DHPP esteve no hospital na manhã de quarta-feira e confirmou que as duas vítimas socorridas com vida passaram por procedimentos cirúrgicos e estão em observação.

NOTA DO COMANDO 

 Nota à imprensa

Exaltar como fazemos o trabalho honrado da esmagadora maioria de policiais militares não nos poupa o dever, em ocasiões como esta, de constatar a existência nefasta de uma minoria que conspurca a farda que enverga. Ao tomar conhecimento da participação de dois policiais militares nos bárbaros homicídios em Rondonópolis dias atrás, nosso sentimento é de desgosto e zelo pela tropa que não se confunde com tais práticas. Dessa forma, temos a informar que a PMMT toma desde já todas as providências na direção de responsabilizar os envolvidos em sede disciplinar. Ressaltamos ademais que ambos foram devidamente identificados, e que, nesta hora, a investigação da Polícia Civil conta irrestritamente com todo nosso apoio. Por fim, assevero que a Corregedoria da PMMT através dos procedimentos cabíveis dará a pronta resposta à sociedade mato-grossense, em vista da Vida, bem-maior que defendemos e dos policiais militares que fazem jus a esse propósito.

Fonte: https://www.folhamax.com/policia/soldados-da-pm-e-bope-sao-cacados-por-matar-moradores-de-rua-em-mt/421668

Comentar

vetenuo

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                  Saiba os benefícios de usar o LinkedIn para a sua vida profissional - IFS -  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe 

blogimpakto  acervo       jornalismoinvestigativo      Capa do livro: Prova e o Ônus da Prova - No Direito Processual Constitucional Civil, no Direito do Consumidor, na Responsabilidade Médica, no Direito Empresarial e Direitos Reflexos, com apoio da Análise Econômica do Direito (AED) - 3ª Edição - Revista, Atualizada e Ampliada, João Carlos Adalberto Zolandeck   observadh

procurados

Desenvolvido por: ClauBarros Web