juarezjornalista

Janot recomenda que STF rejeite transferência

Brasília - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um parecer que pede a rejeição do pedido apresentado pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, para sua transferência a Brasília. Dirceu está preso há um mês em Curitiba, por decisão do juiz Sérgio Moro, responsável pela condução da Operação Lava Jato na 1ª instância. Logo após a prisão preventiva ter sido decretada, a defesa de Dirceu entrou com um pedido no Supremo para que o ex-ministro permanecesse em Brasília, cidade onde morava com sua companheira e sua filha. Contudo, o pedido foi rejeitado pelo ministro Luís Roberto Barroso, relator do mensalão do STF.

A defesa então entrou com um agravo, que agora será analisado pelo plenário da Corte. No pedido de transferência, os advogados argumentam que Dirceu já cumpria pena em regime aberto, imposta pelo julgamento do mensalão. Além disso, é levado em conta pela defesa o fato de o ex-ministro ficar mais próximo de seus familiares, que residem na capital federal.

Contudo, Janot entende que os pedidos dos advogados "carecem de embasamento legal" e que não há motivo para "se falar em conciliação de prisões". "Não há qualquer empeço à transferência do agravante a outra unidade da federação, local onde estão concentrados os demais atos de investigação", escreveu Janot, entendendo não haver relação entre as duas prisões, uma por condenação no mensalão e outra, por suposto envolvimento da Lava Jato.

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    ricardo    EAD  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web