JORNALISTAMINI

Milicianos que cobravam R$ 40 de moradores de favela em troca de segurança são presos

oc2611Três homens ligados a um grupo miliciano foram presos, na manhã deste sábado, na comunidade Bateau Mouche, na Praça Seca, Zona Oeste do Rio. A chamada Operação Black Friday foi promovida pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e de Inquéritos Especiais (DRACO/IE), com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais e do Serviço Aeropolicial da Polícia Civil, além da Força Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça.

Durante a operação, os agentes apreenderam rmamento importado mantido pelos criminosos, incluindo fuzis, pistolas e granadas.

A investigação inicial indica que os milicianos cobravam no mínimo R$ 40 por mês, de cada residência na favela, em troca de uma suposta segurança. Os talões com o registro dos valores comprovam o crime. Na região, a quadrilha é conhecida como “Bonde do H” ou “Bonde do Jardim Novo”.

— Esse grupo já domina uma região extensa e quer se expandir. Entre os presos hoje, nenhum é morador daquela comunidade e isso evidencia o caráter mercenário da quadrilha cujo único interesse é dominar regiões para aferir lucro — afirmou o delegado-titular da DRACO/IE, Alexandre Herdy.

Armamentos tinham alto poder de destruição, afirma investigação

Segundo os agentes, o armamento mantido pelos bandidos tinha alto poder de destruição. De acordo com a polícia, uma das pistolas apreendidas era adaptada com o chamado Kit Roni, que transforma a arma em uma espécie de carabina compacta e proporciona mais estabilidade ao atirador. Um dos homens foi preso com farto material de cobrança e munições.

Entre os carros recuperados, um Mini Cooper chama a atenção pelo valor de mercado. Além dos veículos, os agentes apreenderam quatro radiostransmissores, coletes, fardas camufladas e três máquinas caça-níqueis com pequena quantidade de dinheiro.

Fonte: extra

 

Comentar

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web