juarezjornalista

Agentes penitenciários são recrutados pelo PCC e passam por 'cerimônia de batismo' | Tem até chefe de segurança entre eles

oc3007A Polícia Civil de São Paulo descobriu durante as investigações da Operação Echelon, que a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) está recrutando agentes penitenciários para integrar a organização e facilitar funcionamento da mesma dentro dos presídios.

Segundo o site Uol, telefonemas entre presos grampeados pela Justiça  em novembro de 2017, revelaram que dos novos membros está até um chefe de segurança de uma prisão em Campo Grande (MS).

Conforme a escuta para oficializar a entrada, os agentes passam por uma espécie de cerimônia onde respondem a um questionário e declaram aceitar as normas e “código de conduta” da facção. Tudo é registrado através de uma conferência telefônica e enviado aos chefes do PCC, ao ser aprovado, o nome do agente é escrito em um livro intitulado “Livro Branco”, onde estão registrados todos os “irmãos” da organização.

De acordo com o promotor Lincoln Gakyia, do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), a prática tem ganhado força nos últimos anos e ficou mais que comprovada com a prisão do vice-presidente do Condepe (Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Humana) no ano passado por suspeita de corrupção e associação a organização criminosa.

Fonte: portaldoholanda

Comentar

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    ricardo    EAD  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web