jornalista1

Vídeo mostra PMs matando adolescente na Rodovia Castello Branco, em Osasco

 Dois policiais foram presos por homicídio e fraude processual após dizerem que mortos resistiram à prisão.

oc0701 Policiais foram presos por homicídio em Osasco

Dois policiais militares foram presos nesta segunda-feira (31) acusados de homicídio, denúncia caluniosa e fraude processual. Os policiais mataram um adolescente na rodovia Castello Branco, em Osasco, alegando legítima defesa. Só que as imagens de câmeras de segurança da rodovia mostram algo bem diferente.

A Secretaria de Segurança Pública informou que os policiais envolvidos são: Mike Oliveira Gouveia, de 25 anos, e Fabio Luciano Silva, de 48 anos. A vítima se chamava Thiago Silva, de 17 anos. Ele será enterrado nesta quarta-feira no Cemitério Santo Antonio, em Osasco.

  Vídeo mostra PM atirando em suspeito no canteiro central da Rodovia Castello Branco — Foto: TV Globo/Reprodução

Vídeo mostra PM atirando em suspeito no canteiro central da Rodovia Castello Branco — Foto: TV Globo/Reprodução

Nas imagens da concessionária, dá para ver um dos policiais conversando com Thiago, que está sentado no chão. Ele levanta o adolescente e anda com ele pelo canteiro. Depois, um outro PM atravessa a pista da rodovia, se aproxima e entrega um capacete para o colega.

O PM que está na parte de fora do canteiro agride o rapaz rendido. O suspeito caminha pelo canteiro escorado em um dos policiais. Em um momento, Thiago cai no chão, o policial aponta a arma e atira no suspeito, que fica caído. Poucos minutos depois, uma viatura da polícia chega no local.

O delegado do décimo distrito de Osasco informou que, numa audiência de custódia, o juiz decretou a prisão preventiva dos dois PMs. Eles foram levados para o presídio militar Romão Gomes, que fica na Zona Norte de São Paulo.

O advogado Fernando Capano, que defende os policiais presos, disse: "Para a defesa, há prematuro juízo de valor acerca do conteúdo das imagens que estão sendo divulgadas. As cenas não são claras e acreditamos sim que o trabalho dos policias foi regular e no legítimo enfrentamento do crime. Estamos com um HC (habeas corpus) pronto para ser distribuído no âmbito do Tribunal de Justiça e acreditamos que haverá concessão de liminar para que os policiais respondam o processo em liberdade, como inclusive sugere a regra no processo penal brasileiro. É direito dos envolvidos responder em liberdade e não há, a nosso juízo, nenhum requisito objetivo para mantê-los presos". 

Fonte: G1

 

Comentar

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6          codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web