JORNALISTAMINI

Haxixe vindo do Marrocos e droga inédita no Ceará são apreendidos em Caucaia

Os entorpecentes abasteceriam uma rave na região da Tabuba, segundo a Secretaria de Segurança

np2710Uma droga inédita no Nordeste, a Butane Honey Oil (BHO), foi apreendida nesse sábado, 21, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Além dela, policiais da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) apreenderam também 2,1 kg de um tipo de haxixe vindo do Marrocos, sendo a maior apreensão do entorpecente já realizada no Ceará. Um homem foi preso.
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os entorpecentes abasteceriam uma rave na região da Tabuba, localizada na Área Integrada de Segurança (11). A Polícia trabalhava para identificar e prender pessoas envolvidas no repasse das drogas para essa festa.
A diretora da DCTD, Patrícia Bezerra, afirma que o máximo de haxixe apreendido no Ceará foi a quantidade de 100 gramas. "O entorpecente, oriundo do Marrocos, é extremamente raro em razão do alto valor comercial, chegando a ser duas vezes mais caro do que o valor da cocaína", afirma a delegada que presidiu o inquérito. 
Ainda conforme Patrícia Bezerra, a droga BHO, de aparência pegajosa, é fabricada a partir da resina da maconha e do haxixe. "A substância psicoativa da maconha é conhecida por Tetrahidrocanabinol (THC). Na maconha comum, o teor do THC chega a 4,5%. Já no BHO, chega a 80%. Ou seja, o potencial ofensivo é muito maior", revela.
A Polícia chegou ao suspeito paraense Bruno Ferreira Rosa, 30 anos, sem antecedentes criminais, que foi visto na rua da Felicidade, saindo de casa com um pacote. De acordo com a Polícia, Bruno aparentava nervosismo. Na abordagem, a equipe encontrou meio quilo de um tipo de haxixe conhecido como "haxixe ice". Conforme o suspeito, a droga veio em um ônibus do Maranhão, mas o remetente não foi identificado.
Após abordar Bruno, a Polícia foi até um terreno na mesma área onde havia uma mala preta com mais haxixe, somando 2,1 kg. Além disso, 1.600 pontos de LSD, 100 comprimidos de ecstasy, 40 gramas de cocaína e 15 gramas de MDMA foram apreendidos. 
O material ilícito foi encaminhado à sede da DCTD, na Capital, onde Bruno foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Equipes da delegacia especializadas continuam as investigações para prender outras pessoas envolvidas no crime. 
Ainda de acordo com a SSPDS, a quantidade de drogas apreendidas pela DCTD neste ano já supera a de 2016. Até o último dia 22, foram apreendidas 10.211 unidades. No ano passado, foram 9.033 entorpecentes. Os números representam 6.485 comprimidos de ecstasy e 3.726 pontos de LSD neste ano; 5.779 comprimidos de ecstasy e 3.254 pontos de LSD em 2016. 
 
Fonte: opovo

Comentar

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web