juarezjornalista

Advogado e mais duas pessoas são presos em Campo Largo suspeitos de sequestro e outros crimes

Advogado se apropriou indevidamente de R$ 34 mil de um cliente, segundo o MP-PR.

carro de policiaUm advogado e mais duas pessoas foram presos, na manhã desta quarta-feira (7), em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com o Ministério Público do Paraná (MP-PR), eles são suspeitos de envolvimento no sequestro, cujo objetivo era uma extorsão qualificada, de um cliente do advogado. 

As prisões são preventivas, ou seja, por tempo indeterminado. A operação, batizada de "Nó na Gravata", também cumpriu nove mandados de busca e apreensão em residências e escritórios de advocacia. 

Crimes 

Segundo o MP-PR, os crimes investigados são de apropriação indébita majorada, extorsão qualificada, uso de documento falso, coação no curso do processo, associação criminosa e roubo. 

O advogado mandou sequestrar o cliente para, conforme o MP-PR, comprovar o pagamento de R$ 34 mil, que foram apropriados indevidamente. O valor era referente a uma ação que o advogado suspeito movia para o cliente. 

O cliente foi levado pelas duas pessoas, que foram presas nesta quarta, a mando do advogado para um lugar ermo. Então, foi coagido a assinar um recibo de que teria recebido os R$ 34 mil do advogado, ainda de acordo com o MP-PR. 

O sequestro aconteceu em novembro de 2017. Depois do ocorrido, o cliente procurou o MP-PR que começou a investigar o caso. 

Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Comentar

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web