jornalista1

Mulher que foi baleada na cabeça por policial civil morre no hospital

baleadanacabecaInternada desde o dia 23 de dezembro quando foi atingida por um tiro na cabeça enquanto participava de uma confraternização entre colegas de trabalho, a copeira, Rosária Miranda da Silva, de 45 anos, morreu na tarde deste domingo (1) no Hospital Cajuru.

O assassinato aconteceu quando Rosária saía de um restaurante que fica na Rua Mateus Leme, no Centro Cívico, em Curitiba. Uma policial civil do Núcleo de Proteção à Criança e Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) confessou que foi a responsável pelo disparo que vitimou Rosária. A justificativa seria de que a policial atirou por causa do som alto na festa. Foram pelo menos seis disparos.

A investigadora vai responder o processo em liberdade e durante as investigações ficará afastada das funções e deve exercer apenas trabalhos administrativos.

Fonte: http://massanews.com/

Comentar

vetenuo

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                   

www.impactocarcerario.com.br

 

blogimpakto  acervo         jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web