WhatsApp Image 2021 12 08 at 13.52.38

Tenente esquece arma, e PMs fardados são revistados: "Constrangimento"

Sumiço de arma em batalhão causa constrangimento em policiais militares do DF O suposto sumiço de uma arma no batalhão da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) localizado na Esplanada dos Ministérios movimentou um forte efetivo da corporação e causou constrangimento em policiais que estavam no local. O caso ocorreu na última quinta-feira (28/12).

Segundo testemunhas, os PMs, fardados chegaram a ser revistados e tiveram seus carros vistoriados.

Durante as buscas, os policiais foram impedidos de sair da unidade. Eles foram liberados apenas às 22h, quando a arma foi encontrada.

A confusão começou quando um tenente perdeu a arma dentro da unidade. Ele denunciou o caso para os superiores, que acionaram equipes de inteligência e até mesmo cães farejadores para procurar o armamento.

Os militares foram impedidos de sair do quartel e tiveram os pertences vasculhados. O que ninguém esperava era que a arma estivesse guardada em um dos armários. Segundo fontes da coluna, um outro policial encontrou a pistola em cima da cama e a guardou no armário.

Fonte:https://www.metropoles.com/distrito-federal/na-mira/tenente-esquece-arma-e-pms-fardados-sao-revistados-constrangimento

Soldado da Polícia Militar é preso por atirar em tenente após briga de trânsito em Fortaleza

https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/image/contentid/policy:1.3459323:1703429520/printvideo.jpg?f=16x9&h=698&w=1280&$p$f$h$w=831f7ae Um soldado aposentado da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi preso em flagrante após se envolver em uma briga de trânsito e atirar contra um tenente da Corporação, no bairro Montese, em Fortaleza, no último sábado (23). A Justiça Estadual já converteu a prisão em flagrante de Marielson Mendes Costa em prisão preventiva, em audiência de custódia realizada neste domingo (24).

A PMCE confirmou, em nota, que "foi acionada para uma ocorrência de lesão corporal em decorrência de disparo de arma de fogo" e que "policiais militares do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM) atenderam a ocorrência e conseguiram prender o suspeito, que é policial militar reformado. A vítima, que também é policial militar, foi socorrida e passa bem".

Veja também

Conforme o Inquérito Policial aberto no 34º Distrito Policial (34º DP), da Polícia Civil do Ceará (PC-CE), o tenente relatou que estava lavando o próprio veículo, na rua Frei Orlando, quando outro automóvel passou, colidiu na lateral do carro e quase o atingia.

Logo em seguida, o carro parou e o motorista, o soldado aposentado Marielson Mendes Costa, desceu. O tenente, então, cobrou o conserto do automóvel, e se iniciou uma briga. 

Houve troca de empurrões, até que o soldado Marielson puxou uma arma de fogo e atirou várias vezes contra o outro PM. Um tiro atingiu a panturrilha direita do tenente, que teve que correr e se esconder atrás de um caminhão de lixo que passava pela rua, para não ser alvejado mais vezes.

Após perseguir a vítima, o suspeito voltou para o próprio carro e saiu do local. A Polícia Militar foi acionada e, em poucos minutos, cercou a região, efetuou a prisão em flagrante de Marielson (que tinha sintomas de embriaguez, segundo os PMs) e apreendeu a arma de fogo utilizada no crime. Já o tenente foi levado ao Frotinha do Antônio Bezerra, onde foi atendido e liberado.

Marielson não quis responder aos questionamentos da Polícia Civil e preferiu fazer uso do seu direito constitucional de se manter em silêncio. A defesa não foi localizada pela reportagem para comentar a prisão.

A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) emitiu nota em que informa que "instaurou procedimento disciplinar para apurar os fatos envolvendo policial militar. O Inquérito Policial está sob responsabilidade  do 34º Distrito Policial".

Prisão preventiva decretada

O Plantão Judiciário da Comarca de Fortaleza converteu a prisão em flagrante de Marielson Mendes Costa em prisão preventiva, na manhã deste domingo.

A decisão judicial atendeu o pedido do Ministério Público do Ceará (MPCE) para a decretação da prisão preventiva e foi contra a manifestação da defesa do suspeito, que requereu a concessão de liberdade provisória com a aplicação de medidas cautelares.

"No caso, há particularidades que demonstram uma maior periculosidade do agente, demonstrado gravidade concreta além da inerente ao tipo, justificando a mantença da prisão. Em verdade, o fato objeto de análise não representa a gravidade inerente ao tipo penal de tentativa de homicídio, tampouco de porte de arma de fogo e/ou de dirigir embriagado, mas uma gravidade concreta otimizada, mormente diante da forma que o crime se deu", justificou o juiz Marcelo Durval Sobral Feitosa.

Fonte:https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/seguranca/soldado-da-policia-militar-e-preso-por-atirar-em-tenente-apos-briga-de-transito-em-fortaleza-1.3459320

Governo Federal divulga lista dos 19 criminosos mais procurados do país

https://cdn.reportermt.com/storage/webdisco/2023/12/18/800x600/c1f5df63b6818770cd9831e7b262e838.jpg Com quase um ano de atraso, o governo Lula (PT) concluiu a lista dos criminosos mais procurados do país. O UOL teve acesso com exclusividade à nova versão, que ainda não foi divulgada oficialmente. A relação não era atualizada havia mais de dois anos, desde a gestão de Jair Bolsonaro (PL). Veja quem são os criminosos que estão na lista.

A versão atualizada da lista tem 19 foragidos da Justiça — oito deles já constavam na relação anterior. A captura desses criminosos passa a ser prioridade para as forças de segurança após a divulgação oficial da lista pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, responsável por sua produção.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Dez dos criminosos têm mandado de prisão por envolvimento em mega-assaltos a bancos e carros-fortes com uso de pessoas como escudos humanos e armamento pesado.

Cinco são apontados como líderes de facções —entre elas, PCC (Primeiro Comando da Capital) e CV (Comando Vermelho)—, e quatro são acusados por tráfico internacional.

Todos têm mandados de prisão preventiva, sendo que 13 criminosos já foram condenados.

Criado em 2020, na gestão de Moro como ministro da Justiça, o projeto não avançou após o hoje senador do União Brasil deixar o governo Bolsonaro em abril daquele ano. Ao todo, dos 22 integrantes da lista anterior, 11 foram capturados e um, morto.

Milicianos fora - A nova versão da lista não inclui líderes de grupos paramilitares por terem ação local. Já Moro insistiu, à frente do ministério, para que Wellington da Silva Braga, o Ecko, que chefiava a maior milícia do Rio, fosse incluído. Ele foi morto pela polícia em junho de 2021.

Fonte: https://www.reportermt.com/policia/governo-federal-divulga-lista-dos-19-criminosos-mais-procurados-do-pais/200623

Modelo de El Salvador: misturar facções em presídios e banir tomadas

https://media.gazetadopovo.com.br/2023/11/28171027/img20231122174843425MED-960x540.jpg Acabar com acesso a tomadas elétricas em celas (para evitar o uso de telefones celulares) e não separar criminosos por facções criminosas em presídios são algumas das medidas de combate ao crime que parlamentares da oposição querem importar de El Salvador para o Brasil. Um grupo de deputados da Comissão Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara viajou nesta semana ao pequeno país caribenho, cujo presidente Nayib Bukele ficou famoso por tomar medidas enérgicas para reduzir a criminalidade.

Desde 2022, o presidente Bukele conduz um regime de exceção para combater as gangues que assolavam o país. A medida foi aprovada pelo Congresso de El Salvador e deve durar até março de 2024. Dentre as realizações, Bukele construiu o Centro de Internamiento de Terrorismo (Cecot), presídio para mais de 40 mil detentos.

O centro é exclusivo para prisioneiros que “ocupam altas posições” da Mara Salvatrucha (ou MS-13) e das duas facções do Barrio 18 – gangues rivais que aumentaram progressivamente seu poder nas últimas décadas, recrutando jovens e controlando territórios. A prisão ficou conhecida por possuir poucas regalias aos presos, como a inexistência de pátios para a convivência ou espaços para visitas íntimas. Além disso, os presos não são autorizados a terem comunicação com suas famílias.

Os parlamentares querem entender como as políticas de Bukele diminuíram a taxa de homicídios do país, que já registrou uma das maiores do mundo. Em maio deste ano, o chefe do Executivo chegou a anunciar que o país estava há 365 dias sem homicídios. Mas o presidente salvadorenho vem sendo alvo de críticas de uma séria de organismos internacionais que o acusam de abusos de direitos humanos contra os criminosos.

Os congressistas brasileiros deverão visitar o Cecot, a Academia Nacional de Segurança Pública e o Ministério da Defesa Nacional de El Salvador.

“Queremos conhecer o Sistema Prisional e conhecer as legislações que foram aprovadas aqui com relação às organizações criminosas. O que nos chamou a atenção é que aqui em eles tratam os membros das organizações criminosas, as chamadas gangues, como terroristas. Então, nosso objetivo é fazer uma cooperação técnica com o governo para entender como esse sistema funciona”, disse o deputado Capitão Alden.

A comitiva foi formada pelos deputados Capitão Alden (PL-BA), Sanderson (PL-RS), Eduardo Bolsonaro (PL-SP), Osmar Terra (MDB-RS), Coronel Assis (União-MT), Delegada Ione (Avante-MG) e Delegado Ramagem (PL-RJ).

Deputados defendem reformulação do sistema prisional

Questionado se a comitiva pretende importar o modelo do “super presídio” para o Brasil, Alden explica que mais do que novos equipamentos, é necessário adotar medidas nos presídios que já existem.

“Não podemos resumir a questão da Segurança Pública à construção de presídios, mas o que se destaca aqui é que El Salvador está colocando em prática algumas medidas que há muito anos nós, no Brasil, tentamos e não conseguimos. Como, por exemplo, a retirada de tomadas em celas. Isso impediria que a criminalidade se utilizasse de celular e demais aparelhos eletrônicos que facilitam a comunicação entre as organizações criminosas”, acrescentou o parlamentar.

Ele também defendeu a mudança no atual modelo penal brasileiro, que permite a separação de facções criminosas dentro dos presídios.

“Enquanto no Brasil nós nos preocupamos em separar as facções criminosas em alas - PCC de um lado do presídio e Comando Vermelho do outro -, em El Salvador isso não existe. Há um entendimento que essa separação faz com que as organizações se fortaleçam”, pontuou.

O deputado Coronel Assis (União – MT) destaca a rigidez do sistema salvadorenho e alega que o “cumprimento efetivo da pena é um elemento dissuasor no sentimento de impunidade que o bandido possui”. Para o parlamentar, a criminalidade precisa ser combatida com ações concretas e afastadas da ideologia.

“Não é possível combater o avanço da criminalidade - que traz a reboque o aumento da violência - com conversa fiada, com teorias irreais. É preciso ter ações efetivas que não tenham um caráter ideológico, de esquerda ou de direita. Nós precisamos de um esforço concentrado por parte do Legislativo, por parte do Judiciário e por parte do próprio poder Executivo”, diz o deputado.

É importante destacar que, apesar da redução dos homicídios, entidades internacionais acusam o governo de El Salvador de violar direitos humanos em supostas prisões arbitrárias. De acordo com relatório da Humans Rights Watch, em 2022, foram registrados cerca de 2.900 casos de violações de direitos humanos durante o estado de emergência. Além disso, aproximadamente 90 detentos morreram na prisão, de acordo com as autoridades salvadorenhas.

Rigidez no sistema penal contribui para combate ao crime organizado

Para especialistas ouvidos pela reportagem, a adoção de medidas rígidas no sistema penal tem impacto relevante no combate ao crime organizado e contribui para a segurança da própria população. De acordo com dados das Nações Unidas, o Brasil registrou 47.722 assassinatos em 2023, 10,4% do total mundial. Em homicídios per capita, está na 11ª posição, com 22,38 mortes a cada 100 mil habitantes - quase quatro vezes mais do que a média global.

O pesquisador em segurança pública Fabrício Rebelo, responsável pelo Centro de Pesquisa em Direito e Segurança (Cepedes), argumenta que a política adotada por El Salvador resulta na proteção social.

“Ainda que os detalhes do sistema penal possam revelar peculiaridades de difícil reprodução direta em outros modelos normativos, a grande lição que se pode extrair do exemplo salvadorenho se traduz, exatamente, na eficácia de um modelo que não privilegia o bem-estar do criminoso, mas sim a proteção social”, avalia Rebelo.

Ele acrescenta que quando isso se torna realidade, ou seja, quando a lei penal é rígida, e não condescendente, a certeza da punição alcança sua função pedagógica fundamental, desestimulando a prática de novos delitos. O resultado é a queda acentuada na criminalidade.

Na avaliação do analista em segurança Leonardo Sant'anna, autor do livro “Quem mexeu na minha segurança?”, a construção do Cecot é o reflexo de que o Estado salvadorenho entendeu que, mais do que a punição, a prisão também precisa passar um recado para a criminalidade.

"Quando se fala do encarceramento feito em El Salvador, vemos que o Estado percebeu que não havia mais um entendimento social, o entendimento dos criminosos e dos grupos que tinham algum interesse em realizar um ou outro crime, de que a punição seria praticada. Portanto, a construção de uma prisão com 40 mil detentos traz o símbolo de que o Estado agora não mais vai permitir que o delito seja praticado sem que você seja pego, punido, reeducado e depois disso, devolvido à sociedade", disse o ex-policial.

Sobre a situação do Brasil, ele analisa como a impunidade atual afeta o imaginário do cidadão brasileiro. "No Brasil, nós estamos caminhando para um cenário onde essas pessoas, os criminosos, estão há bastante tempo cientes de que não haverá uma punição, não vai haver um processo de reeducação. Ele pode praticar o primeiro, segundo, terceiro, quarto delito. Ele já está ciente de que pode praticar o crime e não terá qualquer tipo de sanção. Esse fenômeno já está fazendo parte do imaginário social, tanto daquele que pratica o crime quanto da própria sociedade", pontuou.

Fonte: Gazeta do Povo

PF descobre elo 'financeiro' do PCC e do CV dentro da PGR

https://conteudo.imguol.com.br/c/noticias/15/2019/06/05/21jun2017---fachada-do-predio-da-pgr-procuradoria-geral-da-republica-em-brasilia-1559759174665_v2_360x480.jpg.webp A Justiça entendeu que a medida era necessária uma vez que, enquanto servidor lotado na PGR, Wagner possuía 'livre acesso a sistemas e dados internos, podendo, eventualmente, acessar informações sensíveis relacionadas à operação'.

A Justiça levou em consideração o fato de Wagner possuir cadastro ativo nos sistemas do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, como servidor do MPF, 'de modo que tem acesso a todos os processos, inclusive aqueles classificados com sigilo'.

Wagner é listado como integrante de um grupo de pessoas que 'figuram nos comprovantes de depósitos e que permitiram o uso de suas contas bancárias para o recebimento de pagamentos de armas e drogas por parte de criminosos no Paraguai'.

Ele passou a ser investigado após a PF encontrar seu nome em meio à análise de dados de Angel Antonio Flecha Barrios, responsável por repassar armas ilegais importadas da Europa para as duas maiores facções brasileiras, PCC e Comando Vermelho.

Segundo os investigadores, Angel é um dos expoentes do núcleo de intermediários da quadrilha - 'os que realizam o contato com os compradores, transportam os carregamentos de armas e drogas, conforme a oportunidade e conveniência, e operam a internalização das armas em território nacional, via fronteira entre Brasil e Paraguai'.

A PF apura o envolvimento de Wagner com uma suposta operação financeira ligada a Angel. O servidor do MPF é sócio de duas empresas: a Steak House Restaurante e a Bravoshop plataformas de vendas online. Esta última, segundo a PF, seria uma empresa de fachada. Um outro sócio foi identificado como Raimundo Nascimento Pereira.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2023/12/11/pf-descobre-elo-financeiro-do-pcc-e-do-cv-dentro-da-pgr.htm

Mais artigos...

vetenuo

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                  Saiba os benefícios de usar o LinkedIn para a sua vida profissional - IFS -  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe 

blogimpakto  acervo       jornalismoinvestigativo      Capa do livro: Prova e o Ônus da Prova - No Direito Processual Constitucional Civil, no Direito do Consumidor, na Responsabilidade Médica, no Direito Empresarial e Direitos Reflexos, com apoio da Análise Econômica do Direito (AED) - 3ª Edição - Revista, Atualizada e Ampliada, João Carlos Adalberto Zolandeck   observadh

procurados

Desenvolvido por: ClauBarros Web