juarezjornalista

Polícia procura assassinos de PM e de mulher

Corpos do casal foram achados na tarde de ontem na represa de Alagados. Camionete do PM passou por Guaíra

casalmortoAs autoridades policiais de Ponta Grossa continuam investigando o brutal assassinato do cabo da Polícia Militar, José Osni Pigatto, e da mulher dele, Luci de Fátima Galvão Bulek. Os corpos foram achados na tarde de ontem, na região da Represa de Alagados, por uma equipe de policiais civis chefiada pelo delegado Fernando Jasinski, da 13ª SDP.

“Estávamos desde às 5 horas da madrugada de quarta-feira trabalhando no caso. Eu e outros 7 investigadores conseguimos a localização do trajeto do veículo e fomos até o local apurar, com esperança de localizar as vítimas com vida”, declarou. Os corpos do policial militar José Osni Pigatto e da namorada Luci de Fátima Galvão Bulek foram encontrados na estrada de acesso a região do Alagados, em Ponta Grossa, graças ao rastreamento de um veículo.

O casal estava desaparecido desde a noite de terça-feira (15), a suspeita é que ambos tenham sido vítimas de um assalto. Na tarde desta quarta-feira (16), a Polícia Civil encontrou os corpos em meio a um matagal. De acordo com informações do comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar de Ponta Grossa, major Edmauro Assunção, Pigatto e Luci estavam em uma residência quando foram abordados pelos ladrões. Eles teriam roubado a caminhonete e ainda levado o casal como refém.

“Como estavam desaparecidos, a equipe da Agência Local de Inteligência [ALI] da PM rastreou a caminhonete do policial e percebeu que ela parou por alguns minutos na região de Alagados antes de seguir para Guaíra, cruzando a fronteira com o Paraguai”, informou o comandante. Até a manhã dessa quinta-feira, nenhum suspeito havia sido preso.

O cabo José Osni Pigatto pertencia ao 1º Batalhão da Polícia Militar (1º BPM) e estava lotado na 3ª Companhia da PM, em Castro. Ele tinha 52 anos. Luci de Fátima tinha 55. Os dois foram mortos com tiros na cabeça.

Confira tudo sobre o caso:

Policial militar e namorada são encontrados mortos

Cabo da PM será sepultado hoje em PG

Cabo da PM estava com as mãos amarradas para trás

GPS auxilia polícia a encontrar corpos de policial e namorada

Fonte: http://arede.info/

Escrivã da Polícia Civil entra em luta corporal com ladrões em PG

policiacarroEscrivã lotada em Telêmaco Borba, nos Campos Gerais, vê tentativa de assalto em lanchonete e tenta deter bandidos. Dupla acabou fugindo

Uma escrivã da Polícia Civil de Telêmaco Borba, na região dos Campos Gerais, passou por uma situação incomum na madrugada deste sábado (05) em Ponta Grossa. Por volta de 1h ela teria presenciado uma tentativa de assalto em um estabelecimento de lanches, na Avenida Bispo Dom Geraldo Pellanda, e acabou entrando em luta corporal com os bandidos.

De acordo com a Polícia Militar, a mulher estava na lanchonete quando viu dois homens entrando no local e anunciando o assalto. Armados com um revólver prata calibre 38 e um simulacro de pistola, a escrivã arriscou a vida para evitar o crime. Ao realizar a abordagem, ela acabou entrando em luta corporal com um dos assaltantes.

Apesar de tentar deter os suspeitos, a dupla recebeu apoio de mais dois homens e acabaram fugindo em um Ford Fiesta de cor prata. A Polícia Militar foi acionada e realizou patrulhamento pela região, mas não conseguiu deter os suspeitos.

Fonte: http://arede.info/

Falso pastor é preso suspeito de estupro após forjar sequestro

Volmar Lopes de Oliveira, de 38 anos, foi preso dentro de casa após forjar o próprio sequestro, na cidade de Medianeira (PR)

falsopastorPoliciais Civis do GDE de Medianeira prenderam na manhã de hoje (24), um falso pastor, suspeito de cometer o crime de estupro. Volmar Lopes de Oliveira, 38 anos, foi preso em casa após forjar o próprio sequestro.

Segundo a polícia, o homem abordou a vítima no centro da cidade e com um canivete, ameaçou a mulher. A vítima foi obrigada a entrar no carro de Volmar e foi violentada na área rural do município. O preso foi interrogado na delegacia e assumiu a autoria do crime. Ele está a disposição da Justiça.

Informações do Portal Catve.

Sargento da PM e agente penitenciário morrem em troca de tiros em Itirapina

Caso aconteceu por volta das 2h deste sábado, no bairro Nova Itirapina. Policial foi chamado para atender ocorrência de agressão e foi baleado.

itirapinaUm sargento da Polícia Militar de 40 anos e um agente penitenciário de 44 anos morreram em Itirapina (SP), na madrugada deste sábado (20). Segundo a corporação, o policial foi chamado para atender uma ocorrência e foi baleado durante a negociação.

O caso aconteceu por volta das 2h, no bairro Nova Itirapina, para onde a polícia se deslocou para atender um chamado de briga entre o agente e a  mulher dele.

Segundo a PM, o agente atirou contra os policiais e um dos tiros atingiu o sargento Júlio César Zorzetti, que morreu na hora.

“O sargento estava em uma viatura de apoio tático equipada com escudo balístico e em apoio à viatura de rádio-patrulhamento", disse o capitão Ademar Gregolim.

"Quando chegaram à residência, embora ele estivesse protegido com o escudo balístico, até a negociação estava fluindo tranquilamente, porém, do nada, o indivíduo efetuou um disparo. Provavelmente aproveitando que o sargento deve ter feito uma varredura com lanterna, ele efetuou um disparo e acabou acertando o sargento”, afirmou o capitão.

“O agente penitenciário estava em uma posição privilegiada, ele estava no escuro e os policiais na entrada, e acabou efetuando um disparo do nada”, disse Gregolim.

Após o disparo, os policiais revidaram e o agente Marcos José Silva, que segundo parentes estava afastado por problemas psiquiátricos, foi atingido.

"Eu saí do meu quarto, olhei pela janela e vi o policial ferido, aí eu corri desesperada para chamar o meu filho. E deitamos no chão porque era muito tiro, demais, vindo da casa dele", contou Mirian Marques, vizinha do agente.

Silva chegou a ser socorrido e levado para o pronto-socorro da cidade, mas também não resistiu aos ferimentos. A mulher dele foi levada para a Santa Casa de Limeira e passa bem. Nenhum outro policial ficou ferido.

O corpo do sargento será levado para a Capital e deverá ser sepultado com honras militares, uma vez que ele morreu em serviço. O agente será enterrado em Itirapina.

Fonte: http://g1.globo.com/

Agente passa a noite refém de presos em Castro

delegacia2Agente penitenciário passou a noite em posse dos detentos. Motim teria como motivos a alimentação fornecida aos presos. No momento, equipes do Bope estão em Castro fazendo a negociação com os presos.

Um motim na Cadeia Pública de Castro, deflagrado no final da tarde de ontem (25), continua com os detentos em posse de um agente penitenciário. Os presos fazem uma série de reivindicações para liberá-lo. O delegado de Castro, Emmanuel Aschidabim Davi, confirmou que o agente passou a noite como refém dos presos. No momento, equipes do Bope (Batalhão de Operações Especiais), da Polícia Militar, estão na carceragem de Castro realizando a negociação com os detentos.

A Polícia Militar foi acionada para dar apoio no local, bem como a Polícia Civil. Equipes do Depen (Departamento de Execução Penal) também participam das negociações.

Reivindicações

Segundo familiares dos detentos, o principal motivo do motim é a alimentação dos presos. “Eles não estão dando comida. Só entra pão e bolacha. Eles estão passando fome”, relata um familiar emvídeo divulgado nas redes sociais. Outro motivo mencionado, segundo os parentes dos presos, seria a diminuição nas visitas.

Fonte: arede.info

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web