jornalista1

Suspeito de matar policial do Bope é preso em vila de PG

13subEmerson de Oliveira Araújo é suspeito de matar um policial do Bope durante um assalto em São José dos Pinhais. Ele foi preso ontem na Vila Cipa.

O Setor de Inteligência do Batalhão de Operações Especiais (Bope) de Curitiba prendeu na tarde de ontem (18), em Ponta Grossa, o suspeito da morte de um policial do Bope. Emerson de Oliveira Araújo, de 26 anos, é acusado de matar um policial do Bope, na região metropolitana de Curitiba, em novembro de 2015.

Emerson foi preso na Vila Cipa e é o principal suspeito da morte do policial Cleverson dos Santos. O confronto aconteceu em 27 de novembro do ano passado, quando bandidos assaltavam uma loja no Centro de São José dos Pinhais. Os policiais foram até o local e foram recebidos com tiros. No confronto, um bandido morreu e dois conseguiram fugir. O policial Cleverson dos Santos levou um tiro no peito e perdeu a vida no local.

Emerson de Oliveira foi preso e encaminhado para a 13º Subdivisão Policial (13º SDP) para as medidas cabíveis.

Fonte: http://arede.info/

Agente flagra preso serrando grade e impede fuga em Irati

delegaciaregionalAgente penitenciário flagrou o momento em que um preso serrava as grades do solário da Delegacia de Irati. Policiais conseguiram agir antes que a fuga fosse efetivada.

Agentes penitenciários da Delegacia de Irati impediram uma fuga de presos na tarde de ontem (08). De acordo com informações da Polícia Militar, um investigador solicitou apoio por uma possível fuga de presos. Os agentes penitenciários verificaram as câmeras e notaram que um preso estava amarrado na grade do solário e serrava a estrutura.

O agente foi até o local, coibiu a ação e fez o detento descer do local. A Polícia Militar realizou buscas na região e a contagem dos presos foi realizada. Ninguém escapou da Delegacia.

Fonte: arede.info

Quatro foragidos da Justiça são presos em Castro e PG

carropoliciaEntre os dias 1º e 2 de fevereiro, quatro foragidos da Justiça foram presos em Castro e Ponta Grossa.

Policiais Militares do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM) detiveram quatro foragidos do sistema prisional nos municípios de Ponta Grossa e Castro. As prisões aconteceram em ocorrências distintas nos dias 1º e 2 de fevereiro.

Por volta de 11h de segunda-feira (01), a equipe policial realizou diligências no bairro Primavera, em Castro, a fim de averiguar denúncias de receptação de objetos furtados. Durante a ação policial, dois suspeitos, de 19 e 26 anos de idade, foram abordados frente a uma residência na Travessa Hildebrando Galetto. Ambos eram foragidos da Cadeia Pública de Castro e acabaram detidos. No imóvel foram apreendidos eletrônicos, ferramentas e outros objetos de origem não comprovada.

Em outra ocorrência, no bairro Contorno, em Ponta Grossa, um rapaz foi preso por uma equipe PM da 1ª Companhia durante uma abordagem policial realizada à Rua João Dezanet. Foragido do sistema prisional, o infrator, de 22 anos de idade, tinha contra si três mandados de prisão expedidos pela justiça.

Por fim, na madrugada de terça-feira (02), no Tronco em Castro, atendendo a uma denúncia anônima, Policiais Militares efetuaram buscas na Estrada Principal daquela região, a fim de localizar outro foragido da Cadeia Pública local. O infrator, de 26 anos de idade, foi encontrado escondido em uma residência, e preso.

Todos foram encaminhados às delegacias dos municípios respectivos, para as medidas legais pertinentes

Fonte: arede.info

Filho de dois anos morre ao ser esquecido no carro por delegado

Menino deveria ser levado para a escola, mas pai esqueceu e acabou indo direto para o trabalho. Caso aconteceu em Cuiabá (MT)

menino2anosUma criança de dois anos morreu na tarde desta terça-feira (26) após ser esquecida dentro do carro pelo pai em Cuiabá, no estado do Mato Grosso. O menino, filho único, deveria ter sido levado para a escola, mas Geraldo Gezoni Filho, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), acabou indo direto para o trabalho.

De acordo com a Polícia Judiciária Civil do Mato Grosso, a morte do menino será apurada pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica). Gezoni relatou que por volta das 14 horas estava levando o filho para escola e que a criança dormia na cadeirinha no banco traseiro de seu veículo, quando foi acionado pelos policiais para tomar providências referentes a um preso que precisava ser encaminhado ao presídio.

O delegado era o plantonista do dia e foi para a delegacia. Ele estacionou o carro no pátio e acabou esquecendo o filho dentro. Depois de tomar todas as providências, no final do dia, saiu da unidade com a intenção de buscar o filho na escola junto com a esposa. Já no prédio onde o casal mora, a esposa ao entrar no carro percebeu a criança desmaiada. Eles tiraram o menino na tentativa de reanimá-lo, mas sem sucesso, seguiram para o Pronto Atendimento da Unimed, onde foi constatada a morte.

O delegado geral da Polícia Civil, Adriano Peralta Moraes, destacou que toda a instituição está em luto e solidária à dor da família. “Dispensaremos ao Dr. Geraldo e sua família todo apoio necessário neste momento de luto, ressaltando se tratar de um excelente profissional que sempre desempenhou suas funções com dedicação e zelo, inclusive no dia do fato encontrava-se trabalhando na hora do almoço”, afirmou.

Peralta ressaltou que o trágico episódio poderia ter acontecido com qualquer pessoa. “No caso específico, isso causou uma tragédia de proporção imensurável para a família. Hoje toda a PJC está recolhida ao luto”, declarou o delegado geral.

A Polícia Civil reforça que todas as providências necessárias estão sendo tomadas para apurar as circunstâncias da morte da criança.

Informações do Portal Banda B.

Polícia Federal prende Argentino procurado pela Interpol

not polCuritiba/PR – A Polícia Federal prendeu na manhã de hoje, 22/12, um homem de 54 anos, foragido da Justiça Argentina pelo cometimento de duplo homicídio e uma tentativa de homicídio na cidade de Avellaneda na Argentina. O mesmo também possuía difusão vermelha na Interpol e uma recompensa de 150.000,00 pesos por sua captura.

As investigações que culminaram na prisão do suspeito foram iniciadas após uma denúncia anônima, feita à representação da Interpol em Curitiba. Após a realização de diligências e levantamentos, com o apoio da Delegacia de Polícia Civil de Araucária, a equipe da Polícia Federal de Curitiba/Interpol obteve êxito na localização e prisão do suspeito, na região metropolitana de Curitiba, onde residia.

A prisão se deu em decorrência do cumprimento de um mandado de prisão expedido pelo Supremo Tribunal Federal.

Em poder do suspeito foram encontrados diversos documentos estrangeiros com nomes falsos, inclusive a identidade falsa utilizada no Brasil.

O preso será encaminhado ao sistema prisional estadual, onde ficará aguardando a decisão do STF para extradição ao seu país de origem.

Comunicação Social da Polícia Federal em Curitiba/PR

Telefone. (41) 3251-7809

Mais artigos...

vetenuo

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto  safestore1  smartseg 
universidadedotransito acervo        kennya6      alexandrejose    codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web