juarezjornalista

“Traficante de luxo” é preso com cocaína em Curitiba

np2901Um homem de 40 anos, suspeito de tráfico de drogas, foi preso durante uma investigação da Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba por suspeita de abastecer o tráfico de drogas em bairros nobres de Curitiba. A prisão foi revelada nesta sexta-feira (26) pela Polícia Civil.

A equipe policial havia recebido denúncias sobre o uso de uma Land Rover na prática de crimes no bairro Mercês e em outros bairros de alto padrão em Curitiba. O suspeito praticava um “disk drogas”, segundo o delegado Emmanoel David, e foi flagrado pela Polícia Civil.

Uma pequena quantidade de invólucros de cocaína foi encontrada no veículo, durante a abordagem. Na casa do homem também foi encontrada a mesma droga, totalizando 100 invólucros de cocaína. Também foi apreendida uma balança de precisão. “Em um primeiro momento, o suspeito afirmou ser usuário de drogas”, comenta o delegado.

Ainda de acordo com David, a polícia apreendeu vários aparelhos celulares com o suspeito. “Ele atendia em diferentes números. No momento da prisão, os celulares não paravam de tocar. Esses números serão analisados”, declara.

De acordo com a polícia, o homem já tinha antecedentes criminais pelo crime de roubo.

Fonte: massaNEWS

PM é suspeito de estuprar jovem de 18 anos na zona leste

Jovem foi obrigada a entrar em carro parado em rua deserta do Aricanduva. Investigado já tinha mostrado genitália para mulher no meio da rua

pc24011Uma jovem de 18 anos foi vítima de um estupro no bairro de Aricanduva, na zona leste de São Paulo, na manhã do último domingo (14). O suspeito é um cabo da Polícia Militar de São Paulo.

De acordo com o boletim de ocorrência, a garota caminhava pela calçada para uma cerimônia religiosa quando foi abordada pelo suspeito e ameaçada com uma arma de fogo (veja o vídeo ao final).

Mesmo com a arma apontada para a cabeça, ela tentou resistir, mas foi puxada para dentro do carro do suspeito, que estava estacionado em uma rua deserta. A jovem permaneceu com o rapaz por aproximadamente meia hora.

A vítima informou à polícia não saber se o suspeito usou preservativo, bem como não soube apontar nenhum detalhe especifico do interior do automóvel.

Após o crime, o suspeito disse para a vítima sair do carro e não contar a ninguém o que havia acontecido.

A jovem passou por exame sexológico e foi encaminhada para o serviço Bem Me Quer - Hospital Perola Byington. O nome do suspeito não será revelado pela reportagem porque ele ainda não foi preso.

A SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) confirma a investigação do caso de estupro, pelo 66º Distrito Policial (Jardim Aricanduva), mas não forneceu detalhes.

Leia a nota da SSP-SP:

"A Polícia Civil informa que o 66º Distrito Policial (Jardim Aricanduva) instaurou inquérito para investigar um estupro que vitimou uma jovem de 18 anos, na manhã de domingo (14), na Rua Antônio La Giudice. Mais detalhes não serão divulgados para não atrapalhar o trabalho policial, bem como para preservação da vítima de violência sexual".

“Que Gostosa”

Em dezembro de 2017, o investigado sob suspeita de estupro se envolveu em outra ocorrência policial, desta vez de importunação ofensiva ao pudor.

Uma mulher procurou a polícia para relatar que um rapaz tinha passado com um carro preto e mostrado o órgão genital. Em seguida, disse as seguintes palavras: “Olha que gostosa”.

Policiais militares colocaram a vítima na viatura e passaram a procurar o suspeito na região do crime.

Segundo boletim de ocorrência obtido pelo R7, a vítima reconheceu “com certeza” o carro e as roupas usadas pelo suspeito. Questionado sobre o ocorrido, o suspeito negou.

Levado para a delegacia, o suspeito teve que assinar um termo circunstanciado, mas não foi preso.

Fonte: R7

Perseguição policial de SP ao RJ termina com apreensão de quase 1t de droga e cinco fuzis

Policiais perseguiram veículo suspeito por cerca de 50 km. Pequenos acidentes ocorreram durante o trajeto, mas ninguém se feriu e criminosos conseguiram fugir do cerco.

np1701Cerca de uma tonelada de drogas, além de cinco fuzis e farta munição foram apreendidos depois de uma perseguição policial cinematográfica. Policiais rodoviários federais perseguiram um veículo suspeito desde o interior paulista até o Sul fluminense. Os criminosos conseguiram fugir depois de abandonarem o carro com o material ilegal. 

De acordo com a PRF, no começo da noite desta quinta-feira (11), durante uma operação de combate ao crime na Via Dutra na região de Lavrinhas, em São Paulo, foi dada ordem de parada a um veículo Fiat/Toro de cor preta, com placas de Mendonça/SP. O condutor desobedeceu a ordem dos agentes e seguiu em alta velocidade pela Via Dutra em direção ao Rio. 

Foram 48 quilômetros de intensa perseguição policial. Ao longo do trajeto, segundo a PRF, o veículo em fuga provocou pequenos acidentes, colidindo contra veículos de passeio e até mesmo um caminhão que transitavam pela rodovia. 

Na altura de Resende, já no estado fluminense, a viatura da PRF teve três pneus furados ao passar sobre detritos que estavam na pista. A PRF não sabe se o dano foi provocado por objetos lançados propositalmente pelos criminosos em fuga. 

Com os pneus furados, a viatura não pode mais continuar no encalço dos criminosos. Todavia, logo após abortarem a missão os policiais foram informados que o carro em fuga havia sido abandonado poucos metros à frente. Os agentes seguiram a pé até o veículo abandonado, onde já havia uma equipe da Polícia Militar, que compareceu ao local após receber informações através do rádio da viatura. No veículo foram encontradas a droga e as armas. Os ocupantes haviam fugidos do local a pé. 

Segundo a PRF, toda a caçamba e o banco traseiro do veículo estavam ocupados com maconha e armas de grosso calibre. A droga apreendida pesou 923 kg. As cinco armas eram um fuzil HK, calibre 5,56 mm, três fuzis G3, calibre 7,62 mm, e um fuzil FAL, calibre 7,62 mm. Também foram apreendidos 100 cartuchos calibre .380 e outros 50 cartuchos calibre .44. 

As drogas, armas e o veículo apreendidos foram levados para a 89ª DP (Resende). 

A PRF destacou que nenhum policial ficou ferido e que não havia relato de vítimas entre os envolvidos em acidentes causados pelo veículo em fuga. 

 

Fonte: G1

 

 

Diretor de hospital é agredido e ameaçado por agente penitenciário e familiares em Três Corações, MG

Câmera de segurança registrou ação na tarde desta quarta-feira (27); grupo tentava visitar sobrinho internado.

np0301O diretor administrativo do Hospital São Sebastião, em Três Corações (MG), foi agredido por três homens na tarde desta quarta-feira (27). A ação foi registrada por câmeras de segurança do local. Segundo a Polícia Militar, um dos agressores, que estava armado, era um agente penitenciário. 

Nas imagens, é possível ver quando o agente saca uma arma e aponta em direção ao diretor Arnaldo Afonso Monteiro. Segundo a vítima, eles discutiam sobre a visita a um familiar do agente. 

“Ele pediu se podia. Eu peguei e liguei para o profissional médico que é o responsável pela nossa UTI por volta de 13h20, 13h30 mais ou menos, e desci para falar para o doutor, para o médico, que estava liberado, que estava tudo ok. Hora que eu abri a porta, que ele sentou, ele já veio me agredir, não me deixou falar. Com palavras horríveis, denegrindo a imagem, dizendo que iria levar o hospital para o Ministério Público”, afirma o diretor. 

Outros dois homens, que são irmãos do agente, passam a agredir o diretor com socos e chutes, enquanto o agente penitenciário segura a porta e impede a entrada de outras pessoas. Em seguida, o grupo que estava do lado de fora força a porta e consegue entrar, interrompendo a briga, mas a confusão ainda continuou na recepção do hospital. 

“A hora que ele sacou a arma, eu falei: ‘Ele vai me matar’. Eu não fiz nada para ele. O hospital São Sebastião prestou toda a assistência, deu todo apoio, e ele vir com essa covardia, os três?”, diz o Monteiro, que teve um dente quebrado na confusão. 

O diretor informou que já registrou um boletim de ocorrência sobre o caso. Segundo o documento, a arma usada pelo agente era uma pistola de calibre 380. De acordo com a Secretaria de Administração Prisional, ele tem permissão para andar armado, e um procedimento interno vai ser aberto para apurar os fatos. O sobrinho dos agressores morreu horas depois da confusão. 

“Nós vamos tomar todas as medidas possíveis. Nós não vamos deixar passar em branco, nós já acionamos o departamento jurídico nosso. Então foi uma agressão, agrediram dois funcionários, [sendo] um diretor, que é a secretária lá fora e o Arnaldo, que é funcionário há mais de 30 anos, 40 anos”, disse o diretor presidente do hospital, Ivandro Mikhail Auad. 

O agente foi levado para a delegacia, onde foi ouvido e liberado. A arma foi apreendida. 

Fonte: G1

“Rei do tráfico” no Brasil é preso no interior do Paraná

A prisão foi realizada pela equipe de investigação da 10ª Subdivisão Policial (SDP) de Londrina

reidotraficoUm homem, de 60 anos, conhecido como “Panelão”, suspeito de ser um dos maiores traficantes do país, foi preso na manhã de quarta-feira (20/12), no momento em que visitava sua filha, no bairro Parque Universitário. A prisão foi realizada pela equipe de investigação da 10ª Subdivisão Policial (SDP) de Londrina.

A equipe chegou até ele por meio de uma denúncia anonima, relatando que o homem estaria na cidade visitando as filhas. No momento da prisão, o homem estava com uma Range Rover, que possuía uma sirene policial, e se apresentou com um nome falso.

Leia mais: Rastreador “derruba” homem e polícia recupera celulares roubados de loja

Segundo informações policiais, o homem é suspeito de comandar uma enorme associação criminosa envolvida com o tráfico de drogas no país. O grupo seria responsável pela entrada de aproximadamente uma tonelada de cocaína por mês no Brasil, além de ter ligação direta com uma facção criminosa.

A quadrilha era responsável por abastecer o tráfico de drogas em diversas cidades do Paraná (PR), São Paulo (SP), Minais Gerais (MG) e Rio de Janeiro (RJ).

Leia também: Suspeito é flagrado e diz que encontrou carro dando sopa

“O suspeito estava foragida há aproximadamente cinco anos – desde quando conseguiu fugir de uma Colônia Penal Agrícola – e foi preso em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Justiça de Tupã (SP), para onde será transferido”, informa o delegado-titular da 10ª SDP, Osmir Ferreira Neves Júnior.

Fonte: http://www.tribunapr.com.br

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web