juarezjornalista

Cem policiais cumprem mandados contra monitorados por tornozeleira eletrônica

tornozeleiraCem policiais estão nas ruas desde às 6 horas da manhã desta quarta-feira (7), para cumprir mais de 20 mandados de prisãoem Curitiba. O alvo da Operação GPSII são pessoas monitoradas por tornozeleira eletrônica, mas que descumpriram alguma regra imposta pela Justiça para a concessão desse benefício.

A maioria dos condenados responde pelo crime de roubo e entre as violações mais comuns ao uso do equipamento eletrônico está o rompimento do lacre de segurança e o fim da bateria de forma reinterada que provoca o desligamento do aparelho, o que é proibido.

O secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná (SESP), Wagner Mesquita de Oliveira, disse em entrevista coletiva que a maioria deles responde por crime de natureza patrimonial, furtos e roubos. “Todos eles violaram a decisão do juiz, que quando dá essa decisão de aplicação de uma medida como essa, determina quais são os locais e horários que o apenado, então, deve cumprir. Qualquer medida de violação ou de interrupção de sinal é visto pelo sistema e o juiz volta a analisar o caso”, disse, em entrevista coletiva.

Os mandados de prisão foram expedidos após agentes penitenciários, responsáveis pelo monitoramento, relatarem ao Poder Judiciário as infrações cometidas no uso das tornozeleiras.

A operação é coordenada pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) e tem o apoio das Polícias Civil e Militar e do Departamento Penitenciário do Paraná.

A ação policial conta com a participação de 45 policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) – unidade de elite da Polícia Militar do Paraná e outros 45 do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) – unidade de elite da da Polícia Civil do Paraná além de dez do CICC.

Fonte: http://www.bandab.com.br/

Adolescentes do Cense São Francisco participam de segundo encontro com familiares

encontrofamiliaresO Centro de Socioeducação São Francisco, localizado em Piraquara, realizou nesta quarta-feira (30), o segundo evento “Interação Família Completa”, que aconteceu com a participação voluntária dos adolescentes e seus familiares. O evento teve o objetivo de unir as famílias trabalhando com os meninos o retorno ao convívio familiar e social.

Durante o encontro foi realizada uma missa pelo Bispo Dom José Mário Scalon Angonese, e na sequencia foi oferecido um lanche confeccionado pelos adolescentes durante as oficinas profissionalizantes de panificação e chapeiro/lancheiro.

Segundo I.W.J, 17 anos, o encontro serviu para aumentar o laço afetivo com os familiares. "Acredito que essas oportunidades são de grande importância para a vivência e o comportamento nosso aqui no Cense. Acredito ainda que cada encontro sempre acrescenta algo em minha vida”.

Para o diretor da Unidade, Jorge Wilckzek, nesses eventos os adolescentes puderam mostrar aos pais um dos trabalhos ao qual é aprendido nos cursos profissionalizantes dentro do Cense. “Essa é uma oportunidade ao qual a equipe tem de integrar a família e os adolescentes num contexto de trabalho envolvendo toda a comunidade socioeducativa incluindo a assistência religiosa”.

“Estamos trabalhando para quando o adolescente voltar para sociedade tenha condições e capacidade técnica de inserção no mercado de trabalho”, finaliza o diretor.

Também esteve presente durante o evento a promotora de Justiça de Piraquara, Juliana Baran.

Fonte: http://www.justica.pr.gov.br/

Pastor Marco Lima é morto quando fazia evangelização de traficantes em Belford Roxo

pastorclaudioO pastor Marco Aurélio Bezerra de Lima, de 48 anos, foi morto quando fazia a evangelização de traficantes no bairro São Leopoldo, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, na tarde desta sexta-feira.

O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Segundo o delegado Giniton Lages, o pastor foi baleado por um traficante. A ocorrência ainda está em andamento.

O pastor deixou três filhos. Um deles, Jeremias Costa de Lima, de 23 anos, conversou com o amigo que estava com seu pai no momento do crime.

- Ele contou que meu pai estava sentado no carro, no banco do carona, mostrando as fotos de traficantes que ele conseguiu levar para a igreja. Foi quando veio um cara, que parecia alterado, e atirou nele. O tiro pegou no ombro e atravessou o peito. O amigo do meu pai acelerou o carro e o levou até o Corpo de Bombeiros. Em seguida, foram para o Joca (Hospital municipal Jorge Júlio Costa dos Santos), mas ele já estava morto - lamentou Jeremias.

O filho contou que a família está em choque:

- Ele nasceu e cresceu em São Leopoldo. E estava acostumado a evangelizar em favelas da região. A família está muito unida nesse momento.

Marco Lima foi candidato a vereador de Belford Roxo, em 2012, pelo DEM. Ele era pastor da Assembleia de Deus Missão Sem Fronteiras e, segundo seu Facebook, nasceu no Ceará.

Fonte: http://www.baixadavivanoticias.com.br/

Agenda pede desencarceramento

desencarceramentoO Brasil tem a quarta maior população carcerária do mundo, conforme o último Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen), publicado no início deste ano. O número de pessoas privadas de liberdade no Brasil chegou a 622.202 em dezembro de 2014, com aumento de 7% em relação ao mesmo período do ano interior. Além disso, 40% dos presos brasileiros são provisórios, ou seja, ainda não foram julgados em primeira instância. Outro dado relevante é que, em 25 anos, o número de pessoas privadas de liberdade saltou de 90 mil para 622 mil, um aumento muito superior ao crescimento da população. 

Diante desta realidade, movimentos e organizações sociais de enfrentamento ao chamado Estado Penal publicaram a Agenda Nacional pelo Desencarceramento, que recebeu apoio da Pastoral Carcerária, ligada à Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Em documento publicado no site da pastoral, os signatários do documento listam uma série de ações para reduzir a população carcerária no Brasil. 

A restrição máxima das prisões cautelares é uma das reivindicações, assim como redução de penas e descriminalização de condutas, em especial aquelas relacionadas à política de drogas. Pedem ainda suspensão de qualquer investimento em construção de novas unidades prisionais; restrição máxima das prisões cautelares, redução de penas e descriminalização de condutas, em especial aquelas relacionadas à política de drogas; ampliação das garantias da execução penal e abertura do cárcere para a sociedade; vedação absoluta da privatização do sistema prisional; e combate à tortura e desmilitarização das polícias e da gestão pública. (C.A.)

Fonte: http://www.folhadelondrina.com.br/

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    ricardo    EAD  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web