juarezjornalista

Muro de 10m tenta conter disputa entre facções em presídio do Acre

Construção separa pavilhões ocupados pela quadrilha paulista dos integrantes de facção carioca. Acre é o estado em que a violência mais cresce no país.

pc3006O Fantástico entrou no maior presídio do Acre, um espaço dividido por bandidos em guerra. Um muro de dez metros tenta conter uma disputa entre quadrilhas que espalham violência para todo o país.

Complexo penitenciário Francisco D'oliveira Conde, Rio Branco, Acre. No local, cabem 1,4 mil presos, mas tem 3,5 mil. Uma prisão sem programa de educação e atendimento de saúde para os presos. Um território dividido e sufocado pelas facções criminosas, num estado em guerra. Uma disputa violenta pelo controle do tráfico de drogas na fronteira com Peru e Bolívia. Para manter o controle no maior presídio do Acre, foi preciso isolar as facções criminosas em pavilhões bem distantes um do outro, separados por essa muralha com dez metros de altura. O muro separa os pavilhões ocupados pela quadrilha paulista dos integrantes de uma facção carioca.

Quem trabalha em presídios vive sob ameaça. Foram 85 agentes penitenciários que tiveram que deixar suas casas.  O Acre é o estado em que a violência mais cresce no país.

Veja a reportagem aqui

Fonte: G1.

Comentar

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web