juarezjornalista

Veja quantos visitantes foram surpreendidos tentando entrar com ilícitos nos presídios paulistas no final de semana passado.

pc221016/10/18 | Assessoria de Imprensa - SAP   Fotos: Divulgação/SAP

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões do último fim de semana, 13 e 14 de outubro, em presídios de todo Estado.

Entre as apreensões, destacam-se casos como da Penitenciária de Junqueirópolis. No domingo, 14, às 10h50, ao revistar no aparelho de Raio-X os itens trazidos por companheira de outro preso, agentes encontraram 19 micro chips de aparelho celular camuflados em um sabonete.

Também no domingo, na Penitenciária I "Mário de Moura e Albuquerque", de Franco da Rocha foi registrada a apreensão de maconha, em meio a bolo trazido pela esposa de um sentenciado.

No dia anterior, na Penitenciária de Cerqueira César, às 11h20, agentes de segurança penitenciária revistavam pertences de mulher que visitaria o irmão, quando encontraram dentro de um pote de doce de leite um aparelho de telefonia celular em formato de relógio, além de bateria e chip.

Em cada uma das apreensões, os presos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos. Todos os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas e os casos, registrados por meio de boletim de ocorrência.

Guarulhos

No último domingo (14), ao realizar revista corporal, por meio de scanner, em uma companheira de um reeducando, os servidores do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Guarulhos II encontraram na barra da calça de uma visitante 300 micropontos semelhante ao Ácido Lisérgico (LSD) e um invólucro contendo substância semelhante à maconha. A visitante foi conduzida ao 4º Distrito Policial de Guarulhos, onde foi autuada em flagrante delito incurso no artigo 33 da Lei 11.343/06 - Tráfico de droga.

 

Diadema

No sábado, 13, o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Diadema flagrou duas visitantes, companheiras de presos, tentando entrar na unidade prisional com ilícitos introduzidos em suas genitálias. Ambas foram surpreendidas durante o procedimento de revista ao passar pelo scanner corporal.

Em um dos casos, a visitante tentou adentrar no CDP portando um invólucro contendo aproximadamente 94 gramas de substância análoga à maconha. Na segunda ocorrência do dia, a visitante estava com cerca de 100 gramas de substância análoga à cocaína escondida em seu corpo.

   

Santo André

No domingo(14), durante procedimento de revista no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santo André o equipamento de scanner corporal flagrou visitante com um volume incomum na altura de sua cintura. Encaminhada a uma sala reservada a visitante foi questionada e nesse momento entregou suas vestes a servidora de plantão.

Ao realizar revista minuciosa, foi encontrado escondido no cós da calça um invólucro pesando aproximadamente 72 gramas contendo substância branca análoga à cocaína. Foi registrado Boletim de Ocorrência junto ao 4º Distrito Policial de Santo André.

 

São Bernardo do Campo

No Centro de Detenção Provisória (CDP) "Dr. Calixto Antônio" de São Bernardo do Campo, no último domingo (14), durante a conferência da documentação para a entrada de visitante na unidade prisional, foi localizado um chip de aparelho de telefonia móvel oculto no interior do RG da mãe de um dos reeducandos. O objeto foi apreendido e enviado, juntamente com a visitante, ao 3º Distrito Policial do município.

Itapecerica da Serra

O Centro de Detenção Provisória (CDP) "ASP Nilton Celestino", de Itapecerica da Serra, registrou duas apreensões no sábado (13). A esposa de um preso foi surpreendida durante o procedimento de revista via scanner corporal, tentando adentrar à Unidade Prisional com dois invólucros contendo substâncias entorpecentes análogas à cocaína. As substâncias estavam camufladas dentro de sua veste superior, top.

No mesmo dia, o scanner corporal da unidade prisional flagrou outra visitante tentando entrar no CDP com um invólucro contendo substância entorpecente análoga à maconha. O invólucro estava camuflado no cós da calça. Em ambas as apreensões, as visitante foram conduzidas à Delegacia de Polícia de Itapecerica da Serra, onde foi lavrado Boletim de Ocorrência.

  

Franco da Rocha

No dia 14, último domingo, a Penitenciária I "Mário de Moura e Albuquerque", de Franco da Rocha, registrou a apreensão de substância esverdeada, análoga à maconha, em meio a bolo trazido pela esposa de um sentenciado. Ao ser indagada a respeito do ilícito, a visitante relatou que estava levando tal substância para ser comercializada por seu companheiro junto aos demais sentenciados no raio habitacional.

No mesmo município também foi feita outra apreensão, desta vez na Penitenciária III "José Aparecido Ribeiro", de Franco da Rocha, igualmente no dia 14, último domingo. As imagens do scanner corporal de certa visitante acusaram um volume anormal na região genital. Indagada sobre a situação, a visitante confessou que carregava substância entorpecente, entregando prontamente o invólucro que continha aproximadamente 51,6 gramas de pó esbranquiçado, com aparência de cocaína, e cerca de 79,68 gramas de substância esverdeada, semelhante à maconha.

  

Em ambos os casos, as visitantes foram encaminhadas à Delegacia de Polícia de Franco da Rocha e deverão ser apresentadas à audiência de custódia no Fórum de Jundiaí e Franco da Rocha, respectivamente.

Jundiaí

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que no domingo (14), uma mulher de 23 anos foi detida durante o procedimento de revista, no Centro de Detenção Provisória (CDP) Marcos Antônio Alves Bezerra, em Jundiaí, com gramas de maconha escondidos na vagina. Segundo informações do CDP, a suspeita apresentou nervosismo e ao ser questionada pelas agentes referente ao que era a alteração na imagem, a suspeita permaneceu em silêncio e só após uma conversa foi ao banheiro acompanhada das agentes e retirou o invólucro do seu corpo. A mulher foi encaminhada ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça. O preso que receberia a visita foi isolado, preventivamente para procedimento disciplinar. A SAP informa que as pessoas as quais são flagradas tentando entrar nas unidades prisionais com materiais proibidos.

Campinas

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que uma mulher de 34 anos foi detida no Centro de Detenção Provisória (CDP), no último domingo (14), durante o procedimento de revista, com maconha e cocaína escondidas na vagina. Agentes suspeitaram da visita porque imagens do equipamento de revista corporal mostraram alterações na sua região pélvica. A princípio ela negou que estivesse portando algo ilícito, então, foi conduzida ao hospital, onde foram feitos exames e constatado que havia um invólucro com as drogas. A suspeita foi encaminhada para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas, onde foi autuada em flagrante. O preso foi isolado preventivamente para procedimento disciplinar. A SAP informa que as pessoas flagradas tentando entrar nas unidades prisionais com materiais proibidos são suspensos, temporariamente do rol de visitas.

Americana

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que no domingo (14), um homem foi flagrado tentando entrar no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Americana, sob posse de um aparelho celular. O suspeito é pai de um detento e foi surpreendido durante o procedimento de revista dos alimentos. Ele foi conduzido ao plantão policial, onde prestou depoimento. O preso que receberia a visita foi isolado, preventivamente para procedimento disciplinar. A SAP informa que as pessoas as quais são flagradas tentando entrar nas unidades prisionais com materiais proibidos são suspensos, do rol de visitas.

Piracicaba

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que uma mulher de 22 anos foi detida na penitenciária de Piracicaba, no último sábado (13), tentando entrar com drogas escondidas no cós da blusa. Ela pretendia visitar o companheiro, mas foi impedida quando as imagens feitas pelo body scanner mostraram alteração. Quando ela foi questionada por agentes, admitiu que estava com drogas e foi encaminhada a local reservado para retirar o entorpecente. A Policia Militar (PM) foi acionada e a jovem foi levada ao 1º Distrito Policial (DP), onde permanece à disposição da Justiça.

Tremembé

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que uma visitante foi barrada ao tentar entrar com uma faca na Penitenciária "Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra", a P1 de Tremembé, ontem, dia 14 de outubro. A mulher, de 48 anos, pretendia visitar seu filho, sentenciado da unidade.

Por volta das 11h30, os servidores da penitenciária encontraram o objeto enquanto revistavam os itens trazidos pela visitante. A faca de metal estava dentro de um recipiente com comida e media 13 centímetros.

Os familiares dos presos recebem folhetos com a descrição de materiais permitidos nos estabelecimentos penais. Essa informação consta, também, em cartazes fixados nas portarias das pris ões. Itens metálicos são proibidos pelas unidades, que fornecem talheres descartáveis aos detentos.

A mulher teve o nome suspenso do rol de visitas da SAP e a direção da P1 de Tremembé instaurou Procedimento Disciplinar Apuratório.

Iperó

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que uma mulher de 28 anos foi detida neste sábado (13), dentro da Penitenciária ‘Odon Ramos Maranhão’, em Iperó, ao tentar levar droga para o companheiro. O flagrante ocorreu durante o momento em que ela passou pelo procedimento de revista. A suspeita foi conduzida ao Pronto Atendimento para remoção do invólucro, onde foi encontrado 200 gramas de maconha enrolados em fitas adesivas. Após o procedimento ela foi conduzida à delegacia de Boituva, onde permanece à disposição da Justiça.

Capela do Alto

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que no domingo (14), uma mulher foi detida na Penitenciária de Capela do Alto, durante o procedimento de revista dos alimentos, em posse de seis pedaços de papel branco com característica de K4 e duas unidades de LSD, escondidos em um rolo de papel higiênico. Quando agentes perguntaram do que se tratavam, a suspeita disse que nada sabia a respeito e que apenas estava atendendo ao pedido do companheiro. Ela foi conduzida ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça.

Guareí

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que no domingo (14), uma mulher foi detida na Penitenciária Nelson Vieira, Guareí I, durante procedimento de revista, com 25 gramas de maconha escondidos na calcinha. Os agentes perceberam irregularidades na roupa da suspeita, por meio do scanner corporal, e perguntaram à jovem do que se tratava, mas ela ameaçou os servidores e disse que só retirava o material com a presença da polícia. Diante disso, a Polícia Militar foi acionada e só então a mulher entregou o material.

Cerqueira César

No sábado, 13, às 11h20, na Penitenciária de Cerqueira César, agentes de segurança penitenciária revistavam pertences de mulher que visitaria o irmão, quando encontraram dentro de um pote de doce de leite, um aparelho de telefonia celular em formato de relógio, além de bateria e chip. A visitante foi conduzida ao diretor de plantão, que colheu seu depoimento e posteriormente a encaminhou para a Delegacia de Polícia para as providências cabíveis.

Jardinópolis

Também no sábado 13, às 08h30, durante revista através do “Body Scanner” no Centro de Progressão Penitenciária de Jardinópolis, agentes observaram uma anormalidade na imagem, mais precisamente na região da cintura de uma visitante. De pronto, a visitante foi conduzida a uma sala reservada e, indagada por uma servidora sobre o que portava no cós de sua calça, a mesma retirou espontaneamente um plástico com pó branco com características de cocaína. A Polícia Militar foi acionada para lavrar Boletim de ocorrência e conduziu a visitante e a droga apreendida para a delegacia. A Autoridade Judiciária foi informada para a sustação do regime semiaberto do sentenciado que receberia a droga. O mesmo foi isolado preventivamente até a elucidação dos fatos e possível remoção para unidade prisional de regime fechado.

 

Pirajuí

A entrada de visitantes estava se iniciando no dia 14, domingo, na Penitenciária “Dr. Walter Faria Pereira de Queiroz” de Pirajuí quando por volta de 7h30, agentes de segurança em revista nos pertences de uma visitante, encontraram no bolso lateral de uma sacola, um pequeno saco plástico, contendo um grama de erva esverdeada com características de “maconha”. A visitante foi encaminhada a Polícia Civil que, após lavrar Boletim de Ocorrência, a liberou com o compromisso de comparecer quando requisitada. O preso vinculado a ela foi isolado preventivamente no Pavilhão Disciplinar para apuração interna sobre seu envolvimento no delito.

Ribeirão Preto

No domingo 14, às 9h, após revista de praxe de escaneamento corporal, foi detectada uma imagem suspeita na região do tórax, na altura do sutiã de uma mulher que visitaria o irmão no Centro de Detenção Provisória “Asp Nayan Xavier Ribeiro” de Ribeirão Preto. Ao ser questionada, prontamente assumiu que portava entorpecente. Em sala reservada, na presença das Agentes de Segurança Penitenciária, retirou do bojo do sutiã o material que estava ali acondicionado. Aberto, o conteúdo era de 96 gramas de erva esverdeada que, juntamente com a visitante foi encaminhada para o Plantão Policial para as medidas cabíveis. O preso foi encaminhado ao setor de disciplina para apuração de seu envolvimento.

 

Também no dia 14, a Penitenciária de Ribeirão Preto registrou ocorrências com visitantes logo no início dos procedimentos para entrada de visitantes. O relógio marcava 7h20, quando companheira de reeducando foi barrada no “body scanner”, após imagem do aparelho detectar volumes suspeitos em sua vestimenta. Encaminhada a uma sala em companhia de duas agentes penitenciárias a mesma retirou de seu “top” três invólucros embalados em plástico filme, contendo substância análoga a maconha. Logo na sequência, às 7h40, outra visitante foi surpreendida no scanner, quando imagem obtida pelo equipamento apresentava três objetos estranhos preso ao corpo da mulher. Levada pelas agentes de plantão a uma sala reservada, retirou de seu "top" dois invólucros com substância similar a cocaína, embalados em plástico filme. Em ambos os casos foram adotados os procedimentos internos cabíveis, como elaboração de Comunicado de Evento e isolamento disciplinar dos presos que possivelmente receberiam as drogas. As visitantes foram encaminhadas ao distrito policial, juntamente com as drogas apreendidas, para lavratura de Boletins de ocorrência e demais providências de competência da autoridade policial.

 

Lavínia

A companheira de um sentenciado se submeteu à revista mecânica na entrada da Penitenciária II “Luiz Aparecido Fernandes” de Lavínia, no sábado, 13, sentando no banco detector de metais, como é de praxe nos procedimentos de revista. Neste momento, o aparelho sinalizou positivamente para a presença de metal em seu corpo, o que a levou a assumir que trazia em oculto 01 (um) celular, o qual retirou voluntariamente do órgão genital. A mulher foi suspensa do rol de visitas e, juntamente com o objeto, encaminhada à autoridade policial para providências da polícia judiciária. O sentenciado que receberia o material foi isolado preventivamente e irá responder a Procedimento Disciplinar.

Um invólucro, revestido por fita de auto fusão, papel carbono, grafite e veda rosca, escondendo 01 (um) mini celular sem chip, estava introduzido na genitália de uma mulher que visitaria o companheiro na Penitenciária III “ASP Paulo Guimarães” de Lavínia. Ela foi flagrada ao passar pelo scanner corporal durante revista de praxe para entrar no presídio, mas afirmou que não receberia nenhum valor pela entrega do objeto, sendo posteriormente suspensa do rol de visitas e encaminhada à delegacia de polícia. Já o sentenciado foi isolado preventivamente em cela disciplinar.

 

Junqueirópolis

Durante os procedimentos de revista a visitantes, no setor de portaria da Penitenciária de Junqueirópolis, no sábado, 13, duas mulheres foram barradas com a posse de ilícitos. Uma delas chegou no sábado e ao passar pelo scanner corporal ouviu o aparelho sinalizar para a presença de objeto metálico em seu corpo, além de gerar imagens em computador. Mesmo assim, se negou a retirar o material, sendo então conduzida pela polícia civil à Santa Casa para realização de exame de raios X, o que confirmou a presença do ilícito no órgão genital da mulher. A visitante então retirou o invólucro do corpo que, ao ser aberto, escondia substância esverdeada aparentando maconha. A mulher então foi suspensa do rol de visitas e levada à delegacia para as providências de praxe, e o sentenciado removido para o pavilhão disciplinar onde aguardará a apuração dos fatos. No dia seguinte, outra visitante tentou entrar com 19 (dezenove) micros chips de celular camuflados em um sabonete, tendo sido tomadas as mesmas providências do dia anterior.

 

Pacaembu

No sábado, quatro mulheres foram barradas na entrada da unidade, quando tentavam entrar na Penitenciária ”Ozias Lúcio Dos Santos” de Pacaembu para visitar os respectivos companheiros que cumprem pena no local. Todas foram flagradas pelas imagens geradas pelo scanner corporal durante os procedimentos de revista, indicando que cada qual trazia consigo 01 (um) invólucro introduzido órgão genital. Com duas delas, havia porções de substância esverdeada, supostamente maconha, e com as outras duas havia porções de substância esbranquiçada, supostamente cocaína. A polícia militar foi acionada e as conduziu após o flagrante para a delegacia, para providências de praxe, além de serem suspensas do rol de visitas. Já os sentenciados envolvidos, que receberiam as encomendas, foram isolados preventivamente em pavilhão disciplinar enquanto aguardam a apuração dos fatos.

 

Martinópolis

Por volta das 13h30 do domingo, 14, a companheira de um sentenciado tentou burlar a segurança da Penitenciária “Tacyan Menezes De Lucena” de Martinópolis e entrar com um celular introduzido na genitália, para entregar a quem seria visitado. No entanto, foi interceptada por agentes penitenciários que notaram o ilícito durante os procedimentos de revista. A mulher foi suspensa do rol de visitas e levada com o objeto à delegacia local, enquanto o sentenciado envolvido responderá a Procedimento de Infração Disciplinar.

 

Valparaíso

Com um invólucro inserido no órgão genital contendo cerca de 200 gramas de erva esverdeada, semelhante à maconha, a companheira de um sentenciado tentou entrar na Penitenciária de Valparaíso, mas foi descoberta por agentes penitenciários, suspensa do rol de visitas e levada à delegacia local para providências da autoridade policial.

 

Irapuru

Ao submeter a mãe de um sentenciado a passar pelo scanner corporal, para revista mecânica, o aparelho identificou que havia um objeto estranho nas partes íntimas da mulher, aparentemente um celular na Penitenciaria de Irapuru. Ao passar novamente pelo aparelho, a suspeita foi confirmada e ela confessou o fato, retirando o telefone do corpo em local próprio. A mulher foi suspensa do rol de visitas e junto com o objeto encaminhada à autoridade policial. O sentenciado foi conduzido ao pavilhão disciplinar, bem como instaurado procedimento disciplinar para apuração dos fatos.

 

Presidente Bernardes

Uma mulher teve suspenso temporariamente o direito de visitar o companheiro no presídio após ser flagrada com 01 (um) celular introduzido na genitália, ao tentar realizar visita ao homem no último domingo. Ela foi flagrada durante os procedimentos de revista, por agentes penitenciários da Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes com o uso do scanner corporal e conduzida à delegacia de polícia para lavratura de Boletim de Ocorrência (B.O). Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do sentenciado que receberia o objeto.

Flórida Paulista

Ao passar os pertences da companheira de um sentenciado pelo aparelho de raios X, durante os procedimentos de revista para entrada na Penitenciária “AEVP. Cristiano de Oliveira” de Flórida Paulista, agentes penitenciários notaram a existência de um celular em meio aos pertences. Sendo assim, a autoridade policial foi acionada e conduziu a mulher e o telefone à delegacia local para providências de praxe. Ela ainda foi suspensa do rol de visitas, enquanto o sentenciado responderá a Procedimento Disciplinar.

 

Fonte: jenisandrade

Comentar

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web