JORNALISTAMINI

Agente é preso por entrar com celulares em penitenciária a pedido de detentos em MT

Quatro aparelhos foram encontrados no banco da motocicleta do agente. Ele foi detido nesta segunda-feira (18) durante o expediente na cadeia.

pc21061Um agente penitenciário foi preso, nesta segunda-feira (18) suspeito de entrar com aparelhos de celular a pedido de detentos na Penitenciária Major Eldo Sá, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Em novembro do ano passado, 26 presos atiraram contra os agentes, explodiram parte de um muro e fugiram.

 

De acordo com a polícia, o agente teve o mandado de prisão temporária cumprido e foi detido com quatro aparelhos de celular escondidos no banco da motocicleta dele.

 

Durante as investigações sobre a fuga, foi descoberto que o agente - que não teve a identidade divulgada, entrava com os aparelhos dentro da penitenciária.

 

O agente foi preso dentro da unidade enquanto trabalhava.

 

Fuga

Os detentos fugiram no dia 10 de novembro. Eles tiveram ajuda de bandidos que atiraram contra agentes que estavam nas torres de segurança da penitenciária, jogaram explosivos no muro da unidade.

 

Antes da explosão, os presos serraram a grade de uma das celas do raio 3 e o alambrado que divide o local perto do muro. A explosão foi causada por artefatos presos em uma bicicleta, que foi encostada na muralha e acionada a distância.

 
Fonte: G1

Mãe de detento é flagrada com drogas em órgão genital durante visita a presídio de Porto Feliz

Segundo a direção da unidade, a mulher é mãe de um detento, de 22 anos. A visitante foi submetida ao procedimento de revista, durante o qual foi localizado um pacote redondo de cerca de 11 centímetros nas partes íntimas dela.

pc2106A mulher retirou o pacote, com aproximadamente 134 gramas de maconha, e o entregou à servidora responsável pela revista. Ao ser questionada, ela contou que tinha a intenção de entregar o material apreendido ao filho.

Foi solicitada a escolta da Polícia Militar para encaminhar a mulher ao plantão policial. Um procedimento administrativo foi instaurado para apurar as responsabilidades. 

Fonte:  G1

O Inferno Prisional do Acre

pc1409O repórter do CNJ Manuel Carlos Montenegro acompanhou o conselheiro Rogério Nascimento e a juíza auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Maria de Fátima Alves em visita ao sistema prisional do Acre.

 

Fonte: acre

 

Professora de presos é flagrada entrando com 31 celulares em presídio

De acordo com a polícia, os telefones seriam entregues para presos que estão no regime semiaberto.

pc0611Uma professora de português foi flagrada na noite desta segunda-feira, 4, com 31 celulares em um presídio de Campinas (SP). Ela dava aulas para detentos do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) Professor Ataliba Nogueira e foi descoberta ao passar pelo scanner corporal.

Os aparelhos estavam dentro de uma pasta de plástico que a docente costumava usar para transportar livros. De acordo com a polícia, os telefones seriam entregues para presos que estão no regime semiaberto.

Não foi informado o nome da professora, que prestou depoimento na 2ª Delegacia Seccional e acabou sendo liberada. Ela irá responder ao processo em liberdade.

Outro caso

Na mesma noite, um detento também foi flagrado pelo scanner corporal do CPP com drogas, que trazia dentro do estômago. Ele tinha 70 porções de maconha que acabaram expelidas. O presidiário vai responder agora por crime de tráfico.

Fonte: banda B

Rebelião em presídio venezuelano deixa ao menos 11 mortos

Outras 28 pessoas ficaram feridas; cadeia abriga preso político, que não se feriu

pc2405Ao menos 11 pessoas morreram nesta sexta-feira (18) durante uma rebelião em presídio localizado em Barquisimeto (370 km a oeste de Caracas), informou a imprensa venezuelana.

A tragédia ocorreu na Comunidade Penitenciária Fénix. Nove mortos eram detentos e dois, carcereiros. Outras 28 pessoas ficaram feridas, segundo a ONG Una Ventana a la Libertad (Uma Janela para a Liberdade), que monitora os presídios venezuelanos.

O local abriga o preso político Gilber Caro, deputado federal pelo partido Vontade Popular, que não está entre os mortos. Ele foi preso pelo Sebin (serviço secreto venezuelano) em janeiro do ano passado, acusado de esconder armas que seriam usadas para “atos terroristas". 

Na quarta-feira (16), presos políticos se amotinaram no presídio El Helicoide, em Caracas, em protesto contra as condições do presídio a a falta de devido processo legal. O protesto terminou no dia seguinte, com a entrada de policiais na ala masculina. 

É a segunda maior matança em presídios venezuelanos neste ano. Em 28 de março, 68 pessoas morreram em uma casa de custódia na cidade de Valencia, a terceira maior do país.

Fonte: folha de São Paulo

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web