jornalista1

Agentes iniciam curso de formação para atuar no Serviço de Operações Especiais em Cascavel

cursoapTeve início nesta semana o curso de formação para preparar novos agentes penitenciários para atuar no Serviço de Operações Especiais (SOE), grupo de elite do Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen). Estes profissionais, após concluírem a capacitação, vão atuar nas unidades penais e cadeias públicas da região de Cascavel, Francisco Beltrão e Foz do Iguaçu, como primeiro interventor em situações de crise.

De caráter eliminatório, o curso vai até o dia 12 e acontece nas dependências do Complexo Penitenciário de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. Concorrem nesta etapa final 60 agentes penitenciários já aprovados no teste de aptidão física e investigação social. Ao final do curso, serão selecionados 25 agentes penitenciários que irão compor o grupo SOE Cascavel. Participam do curso ainda, como convidados, policiais militares e guardas municipais.

"Essa é uma oportunidade de valorizar a profissão do agente penitenciário e formar homens e mulheres altamente qualificados para o exercício da atividade de segurança junto ao sistema penitenciário", afirmou o diretor do Depen, Luiz Alberto Cartaxo Moura, durante o evento de abertura do curso.

GRUPO SOE – Já atuante nas regiões de Curitiba, Maringá e Londrina, o SOE é formado por agentes penitenciários que integram o quadro efetivo do Depen e que passam por processo seletivo para participar do grupo especial. Eles recebem treinamento em técnicas de intervenção em ambiente prisional, imobilização, gerenciamento de crise, direitos humanos, manutenção e manejo de armamento e tiro.

Fonte: www.seguranca.pr.gov.br

Depen absolve agente penitenciário suspeito de dormir em serviço

pell2A edição desta sexta-feira (22) do Diário Oficial do Paraná trouxe a decisão do diretor do Departamento de Execução Pena (Depen) do Paraná, Luiz Alberto Cartaxo Moura, em absolver um agente penitenciário lotado na Penitenciária Estadual de Londrina (PEL 2) que "estaria dormindo em horário de serviço".

O processo disciplinar, remetido à Corrregedoria do Depen, resultou na absolvição do servidor público pelo fato de "não estar comprovado a existência dos fatos que lhes fora atribuído no protocolo acima mencionado".

Ainda segunda a decisão, o cochilo do funcionário "estaria prejudicando os serviços de atendimento no setor de saúde".

Fonte: http://massanews.com/

Audácia: Bandido usa “Drone” para lançar celulares para dentro da PECO

droneA cada dia que passa bandidos estão mais audaciosos e fazendo o uso da tecnologia para driblarem o sistema, dessa vez usaram um “drone” (veículo aéreo não tripulado) para passarem objetos não permitidos para dentro da Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste (PECO).

Por volta das 17h00min desta quinta-feira agentes viram um “drone” sobrevoando a unidade prisional e flagraram o momento em que o “drone” soltou um objeto, de imediato os agentes correram e conseguiram interceptar a carga.

Na carga foi encontrado e apreendido dois aparelho celulares, chaves de fenda e Durepox, que é usado pelos detentos para lacrar as TVs após retirada ou esconder objetos em seu interior.

Todos os objetos foram apreendidos, os responsáveis ainda não foram identificados.

Fonte: http://www.umuaramanews.com/

Presos recebiam drogas através de mangueira em cadeia na região de Londrina

mangueira"É a ponta do iceberg". Foi dessa forma que o delegado Henrique Hoffmann retratou a atual situação da carceragem de Sertanópolis (40 km ao norte de Londrina). Nesta sexta-feira (15), mais um caso que chamou a atenção das autoridades locais. Investigadores descobriram que os detentos recebiam drogas e outros materiais através de uma mangueira.
De acordo com a Polícia Civil, o sistema funcionava da seguinte forma: os presos furaram as placas de aço da carceragem e instalaram a mangueira, que chegava até ao pátio da sede da Assistência Social de Sertanópolis, bem ao lado da delegacia. Os encarcerados erguiam um gancho improvisado e recebiam todos os materiais de desconhecidos.

O esquema de ilícitos foi desvendado após uma denúncia anônima. "É apenas um exemplo do caos que o Paraná vive na segurança pública. Policiais fora das ruas, em desvio da função e dando prioridade ao cuidado de presos do que as investigações em si", desabafou Hoffmann. A cadeia de Sertanópolis abriga atualmente mais de 40 detentos, só que em um espaço destinado apenas para 12.
Desde agosto do ano passado, quando assumiu a comarca de Sertanópolis, Hoffmann não registrou fugas. "Porém, o cenário é bem diferente no resto do Estado, onde esse tipo de problema é bem comum. Acontece quase que diariamente", comentou o delegado. "Não sabemos por quanto tempo vamos suportar este descaso", concluiu. Além de Hoffmann, trabalham na delegacia um investigador, que cumpre turno de 24 horas, e um escrivão.

FONTE: http://www.bonde.com.br/

Policiais encontram maconha dentro de meia no Norte Pioneiro

meiasPoliciais militares e um agente de carceragem da Cadeia Pública de Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro, encontraram, durante a noite desta quarta-feira (6), vários objetos que seriam lançados para os detentos da unidade.
O agente escutou algo caindo no telhado do presídio, e foi verificar a situação. Ele acabou localizando quatro porções de maconha no interior de uma meia, totalizando 85 gramas do entorpecente.

Os policiais apreenderam nove serras, uma caixa de papel transparente e dois celulares sem bateria e chip. Os materiais foram encaminhados para a 11ª Subdivisão Policial.

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6          codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web