juarezjornalista

HOJE É DIA DE VISITA


e2903Sinto o cheiro das celas ao chegar na porta do presídio , é mais um dia de visita e a luta se inicia, o dia parece melancólico nublado, sacola pesada nas mãos , também vejo mulheres guerreiras com crianças no colo , nas mãos , senhoras de idade se arrastando rumo aos presídios , onde se parece mais o castelo de horrores. Cada semana é como se fosse a primeira vez, a saudade aperta o peito e grita, a ansiedade de ver logo meu amor aumenta e aquele pensamento vem sempre a cabeça , em forma de pergunta ”MEU DEUS QUANDO ISSO VAI ACABAR”.

Na fila da revista , da comida fico apreensiva, torcendo para que não demore muito , pois quanto mais cedo eu entro mais tempo tenho para ficar com ele.Então começa o pesadelo , a humilhação quando o agente olha com nojo para comida que eu fiz com tanto amor e carinho, sacode a vasilha mexe e remexe toda a comida sem cuidado algum, como se fossemos levar comida para os porcos. Vejo muitas guerreiras chorando porque a comida foi barrada, algumas guardam, outras infelizmente jogam fora, a revolta toma conta de várias guerreiras , mas não podemos dizer nada, pois qualquer motivo é passível de suspensão da visita,por tempo indeterminado ,então  engolimos o choro erguemos a cabeça e seguimos em frente.
Próximo passo revista pessoal, vexatória ou não sempre é uma humilhação, os agentes nos olham como se fossemos um inseto que precisa ser esmagado, nos tratam como criminosos se é parente de preso também é criminoso, assim eles pensam. Antes de entrar no raio X tiro a blusa, tiro a meia, mostro a boca, dobra chinelo, mostro o cabelo tudo muito rápido seguido da voz " alta e autoritária do agente penitenciário " , as vezes dá uma vontade de chingar, grudar ...
Saio do raio X e a próxima etapa é o reconhecimento no “sistema” assino, tiro foto, tira digital me sinto detento por um dia, olho o relógio que fica na parede vejo as horas e conto nos dedos quantas horas vou poder ficar com meu amor, em seguida pego a comida passo agora pelo detector de metal e entro na gaiola. O barulho da tranca é assustador enquanto uma se abre a outra se fecha e vem a sensação de estar preso por alguns segundos que mais parece uma eternidade. Acaba a galeria .Saio e sigo para entrar no raio, mas ainda tem uma etapa, antes de entrar no raio tenho que dar o meu nome e é anotado as cores da minha roupa, são anotadas ... agora falta pouco.... mais uma tranca se abre eu entro e ela se fecha, e mais uma vez fico na gaiola, já dentro do raio olho para o pátio e lá estão todos reclusos andando em círculos, e sempre em sentido antihorario , o coração acelera a adrenalina aumenta e a tão esperada hora é chegada. A tranca se abre novamente e finalmente estou dentro do raio, uma voz na porta da gaiola me pergunta “qual o nome da pessoa? Em seguida ele é chamado e lá vem ele cheio de brilho no olhar, um sorriso de orelha a orelha e estampado no rosto uma esperança, o abraço é apertado e o alivio é grande de vê-lo inteiro , integro e na medida do possível bem. O dia passa rápido não da pra matar toda a saudade e a hora mais difícil chega que é a hora da despedida. O coração aperta, da um nó na garganta, bate o desespero de deixa ló ali naquele lugar que parece o castelo dos horrores . Me despeço dele digo que o amo e que as coisas irão passar e que tudo acabar bem , ali não é o final e sim a preparação para um recomeço.E que A LIBERDADE VAI CANTAR ... Saio do raio e a tranca se fecha, vejo o olhar dele perdido, segurando as lágrimas para não chorar ... amargurado e triste .Peço a Deus que o proteja e dali vou embora deixando com ele toda a esperança de dias melhores para nossas vidas ...
O que me conforta é saber que um dia isso tudo , vai acabar,vai ficar só no pensamento ... nada é eterno e vamos poder recomeçar a vida e sermos felizes.
Só o amor verdadeiro é capaz de ultrapassar tudo isso, então se você se identificou com essa situação  é sinal que seu amor também é verdadeiro. A cadeia é uma doença, a visita o remédio e a cura será sempre a LIBERDADE!!!!!!

Fonte: geraldolucienecosta06.blogspot.com.br

OFICIO N° 11/2018

01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

02

 

03

Jungmann: Política de encarceramento do Brasil está totalmente errada

e0803O ministro Raul Jungmann (Segurança Pública) admitiu nesta terça-feira, 6, que é preciso fazer uma revisão do sistema de progressão de pena brasileiro. "O problema não é tanto das penas, é da progressão. Esse é o problema. Temos que rever", disse durante debate no Senado Federal sobre segurança.

Como revelou o Broadcast Político, membros do Legislativo, Executivo e Judiciário estudam a possibilidade de substituir o regime aberto por medidas como serviços comunitários e uso da tornozeleira eletrônica. O grupo também pretende fazer mudanças na Lei de Execução Penal e no Estatuto do Desarmamento.

Jungmann defendeu ainda que o Senado aprove projeto que destina recursos das loterias federais para a área da segurança pública. Um dos projetos que trata do tema, em tramitação na Casa, prevê que fundos de segurança pública dos estados poderão contar com 2% da arrecadação bruta mensal.

Além disso, sugeriu a criação de uma autoridade sul-americana de segurança para combater a criminalidade e pediu a aprovação do Sistema Único de Segurança Pública (Susp) na Casa.

No debate, Jungamnn criticou o sistema carcerário brasileiro e pediu mudanças. "O homicídio, o mais grave dos delitos, possui 11% dos presos; por roubo e furto são 53%. Evidentemente que essa política de encarceramento, e peço ajuda ao Senado, tem que mudar. Está totalmente errada. Estamos prendendo muito e prendendo errado, como disse Alexandre de Moraes", declarou.

Ele também destacou que aproximadamente 30% dos encarcerados foram condenados por tráfico de droga. "Mas quantos deles são chefes dos barões e que comandam economia das drogas? Não faz sentido. Temos que rever isso. Se não, quem for lá para dentro tem que se filiar a uma gangue e não tem saída."

Jungmann quer ainda que os presídios sejam construídos com mais agilidade. "Temos capacidade de fazer presídio em 90 dias, em 120 dias, e estamos levando cinco anos", criticou.

Fonte: massaNEWS

Policiais que prenderam seis traficantes recebem promoção em MS

Eles tiveram de ir à Justiça para garantir promoção aprovada em 2006

e0403Um cabo e um soldado do quadro da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul receberam promoção por bravura para as patentes de 3º sargento e cabo, respectivamente, nesta quarta-feira (21), após terem ido a Justiça para pelo direito de serem promovidos pela prisão de seis traficantes.

A promoção tem efeitos retroativos desde junho de 2006, quando os policiais tiveram um pedido de promoção por bravura aprovado pelo Conselho Especial designado para análise do caso.

Os dois policiais, Jorge Luiz Benevides e Gabriel Neto Carrasco, receberam o aval para promoção por terem participado, junto de outros dois colegas, da prisão de seis traficantes na cidade de Paranaíba. Entre os traficantes estava um policial civil e um ex-policial militar do Estado.

Entretanto, apesar da aprovação do Conselho, os policiais nunca haviam sido promovidos, pois o decreto da promoção nunca havia sido publicado pelo governador. Os dois decidiram então ir à Justiça para garantirem seus direitos.

Desde agosto de 2016, o juiz da 4ª Vara de Fazenda Pública de Campo Grande, José Ale Ahmad Netto concedeu sentença em favor dos policiais para que fossem promovidos, com o recebimento da diferença salarial retroativa desde 2009.

Após tentativas de recursos e embargos do governo do Estado, o caso chegou a ser analisado pelos desembargadores do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), que negaram os embargos e mantiveram a sentença a favor dos policiais.

O decreto autorizando a promoção dos policiais esclarece que, como aposentados, os policiais permanecerão na inatividade. As promoções foram assinadas pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja.

Fonte: midiamax

Advogado mineiro comprou mansão para o PCC no Ceará

Outros dois homens, que teriam sido usados como 'laranjas' do PCC, estariam com medo de serem mortos

e0103A conexão entre um advogado mineiro, dois empresários cearenses e as mulheres deles com os dois líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), mortos em uma emboscada no Ceará, está sendo investigada pela Polícia. O advogado Emerson Pinheiro de Carvalho aparece como proprietário da mansão adquirida por Rogério Jeremias de Simone, o 'Gegê do Mangue', 41; e Fabiano Alves de Souza, o 'Paca', 38. O imóvel custou cerca de R$ 1 milhão.

A casa fica em um condomínio de luxo na Lagoa do Uruaú, em Beberibe, no Litoral Leste do Estado. A reportagem tentou contato com Emerson Pinheiro, mas as chamadas não foram completadas, no número dele, obtido com uma fonte. No Cadastro Nacional de Advogados (CNA) não consta telefone na ficha cadastral de Emerson. A situação dele na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é regular. Conforme a fonte, ele seria o responsável por adquirir veículos e imóveis para o PCC no Ceará e "legalizar" os bens.

Além de Emerson Pinheiro, os irmãos Francisco Cavalcante Cidrão Filho e José Cavalcante Cidrão também teriam cedido seus nomes para aparecerem como proprietários de imóveis comprados com dinheiro de 'Gegê do Mangue' e 'Paca'. O advogado Kaio Castro, que representa os irmãos, disse que eles estão "correndo perigo". Segundo Kaio Castro, os dois não têm ligação com o PCC. No entanto, tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça estadual, na última quinta-feira (22).

O advogado disse que foi à Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), que investiga o caso, mas o delegado não confirmou se os clientes dele estavam sendo procurados pela Polícia. "Pedi cópia do inquérito e não consegui na Delegacia. Por esse motivo, peticionei na Vara de Aquiraz para que a juíza desse permissão e eu tivesse acesso aos documentos".

Empresários

Conforme Kaio Castro, os clientes dele são empresários e têm negócios no ramo contábil e também imobiliário. "Eles são pessoas boas e foram surpreendidas, como todos os fortalezenses, com essa história (das mortes dos líderes)". O advogado não disse se os irmãos estão em Fortaleza, nem quando iriam prestar esclarecimentos. "Vou saber o que existe contra eles, depois, vão se apresentar", disse.

A reportagem apurou que os irmãos Francisco Cidrão Filho e José Cavalcante Cidrão seriam 'laranjas' que davam o nome na aquisição de bens comprados por 'Gegê' e 'Paca' no Ceará. A informação, porém, foi negada pelo advogado. "A ligação entre os meus clientes e as duas pessoas mortas era comercial. Eles foram contratados para reformar uma casa comprada por eles. Os dois não sabiam com quem estavam lidando".

O nome dos irmãos também foi citado pelo advogado Marcelo Brandão, ex-proprietário, de uma das casas adquiridas pelos criminosos paulistas. "Eu nunca tive contato com esses líderes do PCC. O 'Cavalcante' se apresentou como corretor, provavelmente um 'testa de ferro', e disse que a casa era para um 'bicheiro'. Fez contrato no nome dele mesmo e tudo. Minha família tratava diretamente com ele. O contrato está reconhecido em firma. A Polícia está com esse documento", disse Brandão.

Esposas

As outras duas pessoas que estão sendo procuradas são as esposas dos irmãos empresários, Magna Ene de Freitas e Samara Pinheiro de Carvalho Cavalcante. Magna era a beneficiária do seguro de um dos cinco veículos de luxo, adquiridos pelo PCC aqui.

Fonte: diariodonordeste

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web