juarezjornalista

Agentes feitos reféns falam sobre reivindicações de presos rebelados na CCC

n0507Presos que comandam uma rebelião na Casa de Custódia de Curitiba (CCC) desde a noite deste domingo (1º), na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), reclamam de transferências feitas para outras unidades, que colocariam em risco a integridade física dos detentos. Cinco agentes estavam na unidade no começo da rebelião, e três seguem sob poder dos presos.

Um vídeo enviado pela mulher de um dos presos, gravado dentro da CCC, mostra dois dos agentes reféns explicando algumas das reivindicações feitas por detentos. A principal seria a transferência de alguns presos para outras unidades, além de ameaças feitas, supostamente, por autoridades do local.

“Eles afirmam que são ameaçados por autoridades da unidade, que se eles [detentos] derem trabalho, serão transferidos para unidades do PCC [Primeiro Comando da Capital], onde sabem que a integridade física está em risco”, diz um dos agentes que aparecem no vídeo. O PCC é o principal rival do grupo de presos rebelados.

Rebelião

Cento e setenta e dois presos estão rebelados deste a noite de domingo e cinco agentes estavam na unidade no começo da rebelião: um foi liberado pelos presos por ter problemas na coluna. Outro conseguiu se esconder dos rebelados e foi resgatado pelo Serviço de Operações Especiais.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a situação é considerada ‘sob controle’, apesar de ainda existirem reféns.

Atualização

De acordo com informações no local, quatro agentes são feitos reféns pelos presos rebelados. Todos estão bem fisicamente.

Fonte: massaNEWS

Presos que comandam uma rebelião na Casa de Custódia de Curitiba (CCC) desde a noite deste domingo (1º), na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), reclamam de transferências feitas para outras unidades, que colocariam em risco a integridade física dos detentos. Cinco agentes estavam na unidade no começo da rebelião, e três seguem sob poder dos presos.

Um vídeo enviado pela mulher de um dos presos, gravado dentro da CCC, mostra dois dos agentes reféns explicando algumas das reivindicações feitas por detentos. A principal seria a transferência de alguns presos para outras unidades, além de ameaças feitas, supostamente, por autoridades do local.

“Eles afirmam que são ameaçados por autoridades da unidade, que se eles [detentos] derem trabalho, serão transferidos para unidades do PCC [Primeiro Comando da Capital], onde sabem que a integridade física está em risco”, diz um dos agentes que aparecem no vídeo. O PCC é o principal rival do grupo de presos rebelados.

Rebelião

Cento e setenta e dois presos estão rebelados deste a noite de domingo e cinco agentes estavam na unidade no começo da rebelião: um foi liberado pelos presos por ter problemas na coluna. Outro conseguiu se esconder dos rebelados e foi resgatado pelo Serviço de Operações Especiais.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a situação é considerada ‘sob controle’, apesar de ainda existirem reféns.

Atualização

De acordo com informações no local, quatro agentes são feitos reféns pelos presos rebelados. Todos estão bem fisicamente.

Comentar

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web