JORNALISTAMINI

Agentes penitenciários encontram túnel com ventilação dentro de presídio em Itaitinga, na Grande Fortaleza

Não houve fugas. Foi o segundo túnel localizado em três dias nos presídios do estado.

tunelcpplAgentes penitenciários encontraram na tarde deste domingo (18) um túnel dentro da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) 1, em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), não houve fugas.

O túnel estava sendo cavado por detentos dentro de uma das vivências. O buraco possuía ventilação e iluminação improvisadas.

A Sejus informou que a tentativa de fuga foi descoberta pelos agentes durante uma vistoria. O túnel foi fechado ainda na tarde de domingo.

Foi o segundo túnel localizado no Complexo Prisional de Itaitinga em três dias. Na sexta-feira (16), agentes penitenciários localizaram um túnel na CPPL III. A escavação foi encontrada pelos servidores antes que ocorresse a fuga.

De acordo com a Sejus, o túnel foi descoberto durante uma vistoria de rotina dos agentes penitenciários da própria unidade. O caso foi comunicado à administração do presídio, que providenciou o bloqueio do túnel.

Fonte: http://g1.globo.com

Homem tenta entregar em cadeia com celulares e carregadores dentro de bifes

Suspeito, de 37 anos, assinou um termo circunstanciado e foi liberado

bifesAgentes penitenciários da Delegacia de Umuarama, no noroeste do Paraná, confirmaram neste sábado (10) uma situação diferenciada no setor de carceragem.

Um homem acabou flagrado quando tentava entrar na cadeia com três telefones celulares e dois carregadores camuflados dentro de bifes.

Os agentes desconfiaram e, ao cortar a carne, localizaram os aparelhos. De acordo com a a Polícia Civil, o suspeito, de 37 anos, assinou um termo circunstanciado e foi liberado, logo em na sequência.

O detento para os qual os telefones seriam repassados não foi identificado.

TN Online

Fonte: http://catve.com

Policia aborda ônibus de visitas de presos e prende duas mulheres por tráfico na região oeste de SP

"Bebês" não tinham sido introduzidos ainda.

Fonte da matéria abaixo: G1
pcmaconhaOperação aborda ônibus com mulheres de presos de Montalvão e prende duas por tráfico e associação
Barreira foi montada neste sábado (10), na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Presidente Prudente. Mais de 300 gramas de maconha foram apreendidos.
Por G1 Presidente Prudente
10/06/2017 17h58 Atualizado há 1 hora
Uma operação conjunta realizada pelas polícias Civil e Militar neste sábado (10) prendeu em flagrante por tráfico de droga e associação duas mulheres, de 34 e 38 anos, que pretendiam visitar companheiros presos na Penitenciária de Montalvão, em Presidente Prudente.
As apurações feitas pelos policiais da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) concluíram que familiares de presos da Penitenciária de Montalvão estariam tentando entrar na unidade com droga no interior do corpo.
Na madrugada deste sábado (10), os policiais montaram uma barreira na Base Operacional da Polícia Militar Rodoviária, na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Presidente Prudente, e abordaram o ônibus denunciado com as companheiras dos detentos.
Os policiais entraram no coletivo e retiraram as passageiras de duas em duas para tentar evitar que qualquer droga fosse dispensada. As ocupantes do veículo ainda foram qualificadas e identificadas de acordo com as poltronas em que estavam sentadas.
Depois disso, um cão farejador entrou no coletivo e sentiu o cheiro de droga embaixo de duas poltronas onde foi encontrado um invólucro plástico oval que continha uma porção de maconha pronta para ser introduzida no corpo para ingressar na penitenciária.
A poltrona era ocupada por uma das familiares de presos que foi identificada e presa em flagrante.
As buscas continuaram no interior do ônibus, porém, nada mais de ilícito foi encontrado. No fundo do veículo, próximo à geladeira, foram encontradas cartas que acabaram apreendidas, pois faziam menção de que a pessoa responsável pelo ônibus pertenceria a uma facção existente no interior da Penitenciária de Montalvão e comandaria as demais mulheres na tentativa de entrar com droga no presídio.
Lixeira
No entanto, ao ser vistoriada uma lixeira plástica existente na rodovia, próximo ao local onde as ocupantes do ônibus estavam, foram localizados dois invólucros plásticos ovais, semelhantes ao anteriormente apreendido no interior do coletivo, os quais também continham maconha.
Uma testemunha confirmou que a droga pertenceria às duas mulheres presas e ainda afirmou que a guia disse na saída do ônibus, em São Paulo (SP), que cada passageira deveria cuidar de suas coisas, em referência a “drogas”, e não jogar nas poltronas das demais ocupantes.
As três porções pesaram 326 gramas de maconha já prontas para serem introduzidas no corpo para entrar na penitenciária.
As duas mulheres foram levadas para a Dise, onde a Polícia Civil lavrou o auto de prisão em flagrante por tráfico de entorpecente e associação ao tráfico.
Fonte: Jenis de Andrade

Por túnel, 88 fogem de penitenciária na Grande Natal; é a maior fuga da história do sistema prisional potiguar, confirma Sejuc

Fuga aconteceu na madrugada desta quinta-feira (25) na Penitenciária Estadual de Parnamirim; nove foram recapturados.

fugaburacoA maior fuga já registrada na história do sistema prisional do Rio Grande do Norte aconteceu na madrugada desta quinta-feira (25). Foi na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, de onde 88 presos escaparam por um túnel de aproximadamente 30 metros de extensão. Nove foram recapturados. As informações foram confirmadas pela Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc), que já determinou a abertura de uma sindicância para apurar se houve facilitação.

Inicialmente, o secretário Luis Mauro Albuquerque, titular da Sejuc, havia informado a fuga de 82 detentos. Depois, retificou a informação ressaltando que nove haviam sido recapturados, e que o número exato de fugitivos era 91, restando 82 soltos pelas ruas. No fim da tarde, a informação foi novamente retificada e, de acordo com a Sejuc, "terminada a contagem definitiva, a partir da chamada de nomes dos presos, a direção da unidade prisional constatou que 88 presos haviam empreendido fuga da PEP e 9 foram recapturados. Três presos foram localizados na própria PEP".

Veja AQUI a lista com os nomes dos detentos recapturados e dos que permanecem foragidos.

Até então, a maior fuga ocorrida no estado havia sido a de janeiro deste ano, durante o massacre de Alcaçuz. A penitenciária, a maior do RN, fica em Nísia Floresta, também na região metropolitana da capital potiguar. A Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc) considera que pelo menos 26 presos foram assassinados na ocasião, e que 56 conseguiram escapar em meio à matança.

A Penitenciária Estadual de Parnamirim tem capacidade para 436 detentos. No entanto, abrigava 589 presos antes da fuga.

Celas sem grades

Segundo o secretário da Sejuc, os presos da PEP estão soltos dentro da unidade desde 2015, quando houve uma rebelião generalizada e as grades das celas foram arrancadas. O resultado disso é que os detentos circulam livremente pelos dois pavilhões e áreas de convivência da penitenciária. “Não dá pra realizar nenhum procedimento nestas condições, com os detentos soltos”, admitiu Luiz Mauro. Agora, a unidade deve passar por reformas, segundo o secretário.

A fuga

Segundo a Polícia Militar, a debandada aconteceu por volta das 4h. Após a descoberta da fuga, a direção da unidade pediu reforço para a segurança na área externa. Com a chegada de mais policiais, houve buscas e oito fugitivos foram recapturados perambulando pela região.

A PM também informou que pelo menos dois carros e uma motocicleta foram vistos dando apoio ao resgate dos presos. Os fugitivos também trocaram de roupa para dificultar a identificação. No estado, o sistema penitenciário adotou camisa branca e bermuda azul como uniforme padrão dos presos.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), todas as torres de vigilância no entorno da penitenciária estavam ocupadas durante a fuga. Inclusive, a Sesed acrescenta que foi um dos guariteiros quem percebeu a movimentação, fez disparos de advertência e evitou que a debandada fosse maior.

Esta foi a segunda fuga registrada na PEP este ano. A primeira foi no dia 7 de janeiro, quando 14 detentos escaparam. Na ocasião, um buraco também foi escavado no pé do muro. Um policial militar que trabalhava em uma das guaritas da unidade, suspeito de ter facilitado a fuga, foi afastado.

Sistema em calamidade

O sistema penitenciário potiguar está em calamidade pública desde o dia 17 de março de 2015, após uma onda de rebeliões que atingiu pelo menos 14 das 33 unidades prisionais do estado. O decreto, renovado em março deste ano, tem validade por mais 180 dias.

Fonte: http://g1.globo.com

Detentos fogem da Penitenciária Estadual de Cascavel

Fuga ocorreu durante a madrugada deste sábado, com auxílio de uma corda improvisada

pen cascTrês detentos da PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel) fugiram durante a madrugada deste sábado (03) da unidade.

Segundo informações, os presos conseguiram escapar com o auxílio de uma corda feita de forma artesanal.

Os presos que conseguiram escapar foram identificados como: Jefferson Luiz Camilo Betim, Luiz Fabiano Nunes e Marcos Paulo da Silva.

Equipes realizaram buscas pela região a procura dos foragidos. Denúncias sobre os suspeitos devem ser repassadas a polícia pelos telefones 190 e 197.

Redação Catve.com

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6       jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web