jornalista1

Gaeco faz operação contra o tráfico de drogas em Curitiba e Pinhais

As investigações prosseguem e novas etapas deverão acontecer nas próximas semanas

vd1605O Gaeco (Grupo de Operações Policiais Especiais) do Ministério Público realizou, na manhã desta terça-feira (14), uma operação de combate ao tráfico de drogas no bairro Cajuru, em Curitiba, e em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. São três alvos investigados, entre eles um ex-policial militar que já foi condenado e exonerado da corporação.

Segundo o coordenador do Gaeco, Leonir Batisti, foram seis mandados de busca e apreensão no Cajuru e um em Pinhais. “Uma residência no Cajuru é o local onde estaria acontecendo o tráfico de drogas. Apreendemos celulares e dinheiro. Vamos examinar e buscar a associação ou o tráfico de drogas”, destacou à Banda B.

Durante a operação, ninguém foi preso pelos policiais do Gaeco. Batisti confirmou que o ex-policial era um dos alvos. “Denúncias informavam o local e os nomes, um deles um ex-policial militar que já foi alvo de outra operação, que gerou a condenação dele”, destacou.

As investigações prosseguem e novas etapas deverão acontecer nas próximas semanas.

Fonte: bandaB

Além de drogas e armas, quadrilhas trazem 'miguelitos' do Paraguai

                   Ferramentas são usadas para dificultar perseguições policiais. Os 'miguelitos' são pregos retorcidos usados para furar os pneus de outros carros           

vd0905  Além de drogas, armas e cigarros, as quadrilhas brasileiras estão sendo abastecidas com um novo produto ilícito fabricado no Paraguai. Desde o final do ano passado, aumentaram as apreensões de "miguelitos", pregos retorcidos usados para furar pneus e dificultar as perseguições dos criminosos pela polícia.

Esse produto, que não tem outra aplicação a não ser o uso em ações criminosas, é de baixo custo e geralmente entra no Brasil como contrapeso nos carregamentos de drogas ou cigarros, segundo a Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul.

  No último final de semana, a Polícia Rodoviária estadual apreendeu 883 quilos de maconha e grande quantidade de "miguelitos" durante uma operação na rodovia MS-162, em Maracaju, no sul do Estado. A carga era transportada em um veículo com placas de Goiânia (GO). Os ocupantes abandonaram o carro e fugiram pelo mato.

Conforme a pasta, os grampos são preparados em oficinas na região de fronteira entre o Brasil e o Paraguai, devido à facilidade de obtenção da matéria-prima e o baixo custo. A produção desse material no país vizinho coincide com a maior ação de facções brasileiras, como o PCC (Primeiro Comando da Capital) e CV (Comando Vermelho) em território paraguaio.

No início de abril, uma carga de "miguelitos" foi apreendida com 380 quilos de maconha em Nova Alvorada do Sul, em um carro roubado, com placas falsas. Dois dias depois, outra carga desse material foi interceptada, juntamente com drogas, por uma equipe do DOF (Departamento de Operações da Fronteira)  em Ponta Porã. Também houve apreensões de "miguelitos", este ano, em Rio Brilhante, Bataguassu e Nova Andradina - em todos os casos a carga principal era de cigarros ou drogas.

No final do ano passado, durante a operação Fronteira Integrada, nas proximidades da Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, policiais militares do Paraná apreenderam vários carregamentos de cigarros, produtos contrabandeados e "miguelitos".

Esse artefato é usado principalmente em roubos a bancos e ataques a carros fortes. Durante a fuga, os criminosos espalham os pregos retorcidos em ruas e rodovias para dificultar a perseguição. Após penetrar a borracha, os "miguelitos" rasgam os pneus, deixando viaturas da polícia fora de combate.

Fonte: estadao

                          

Agente penitenciário executado com sete tiros levava cocaína para presídio

vd0205O agente penitenciário Duilio Florenciani Gonzales, executado na manhã desta quarta-feira (24), em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Paraguai estava com drogas escondida em seu uniforme. Ele estava indo para o trabalho quando foi assassinado.

Duilio estava a caminho da penitenciária regional da cidade quando pistoleiros o alcançaram e efetuaram sete disparos, praticamente todos na região da cabeça, com pistola 9mm. A polícia encontrou em seu uniforme um tablete 1 quilo e 22 gramas de pasta base de cocaína.

A execução aconteceu por volta das 6 horas da manhã desta quarta (24). A polícia investiga o crime com envolvimento com tráfico de drogas. Não se sabe para quem o agente estava carregando a droga, ou se ele comercializava o entorpecente na penitenciária.

Fonte: midiamax

Chefe do tráfico no Chapadão é preso em hospital particular após se ferir com o próprio fuzil e alegar 'acidente de trabalho'

chefetraficochapadaoCésar Augusto Alta de Araújo, de 30 anos, conhecido como PQD e apontado como chefe do tráfico no Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio, foi preso em flagrante nesta sexta-feira. Ele estava internado em um hospital particular de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, após se ferir com o próprio fuzil durante um confronto com a PM.

Araújo deu entrada no Hospital Terezinha de Jesus nesta quinta, alegando ter sofrido um acidente de trabalho. Segundo a polícia, porém, o ferimento foi causado pela pane de um fuzil calibre .30, utilizado pelo traficante durante um confronto com policiais do 41º BPM (Irajá).

Placa de identificação de Araújo no hospital particular em Meriti

De acordo com a investigação, Araújo é um dos responsáveis pelas recentes disputas de território envolvendo o Morro do Cajueiro, em Madureira, também na Zona Norte. Além do confronto com policiais nesta quinta, na localidade conhecida como Gogó da Ema, no Chapadão, ele também teria participado dos tiroteios ocorridos em Brás de Pina na última semana.

O suspeito é apontado pela polícia como um dos membros mais perigosos de sua facção, reconhecido pela audácia em suas ações, e responderá pelo crime de associação para o tráfico. A ação contou com a participação de policiais civis da 64ª DP e militares do 21º BPM, ambos de São João de Meriti.

Fonte: https://extra.globo.com/casos-de-policia/chefe-do-trafico-no-chapadao-preso-em-hospital-particular-apos-se-ferir-com-proprio-fuzil-alegar-acidente-de-trabalho-23612079.html?utm_source=WhatsApp&utm_medium=Social&utm_campaign=compartilhar

Modelo Caroline Bittencourt desaparece durante passeio de barco em São Paulo

vd2904A modelo Caroline Bittencourt está desaparecida desde o fim da tarde de domingo após cair de um barco durante um passeio que fazia com o marido, Jorge Sestini, no litoral de São Paulo.

Segundo o Tenente Texeira, da Delegacia da Capitania dos Portos de São Sebastião, o casal estava em uma embarcação que seguia de Ilhabela para São Sebastião, quando foram surpreendidos por uma forte tempestade. Jorge ainda mergulhou para tentar resgatar a mulher, mas não obteve sucesso.

Caroline fez uma postagem no Instagram pouco antes do acidente, na qual mostrava que estava em um barco. As imagens mostram que, por volta de 15h, o dia parecia bastante ensolarado.

Jorge Sestini foi encontrado por uma lancha do Corpo de Bombeiros. Neste momento, embarcações do Corpo de Bombeiros e da Capitania dos Portos fazem as buscas na região do desaparecimento.

A modelo é mãe de Isabelle Bittencourt, de 16 anos. O casamento com Jorge ocorreu em janeiro deste ano, em São Miguel dos Milagres, Alagoas.

Caroline ganhou fama após ser expulsa do casamento de Daniela Cicarelli e Ronaldo Fenômeno, em 2005. Ela acompanhava o então namorado e convidado para a festa, Alvaro Garnero, mas, segundo a noiva, não poderia participar da celebração porque não tinha convite. 

Fonte: extra

Mais artigos...

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS  universidadedotransito   acervo        kennya6      alexandrejose    codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web