JORNALISTAMINI

Operação antidrogas no Paraguai detém 12 brasileiros e 16 paraguaios

dr1112Uma operação antidrogas deteve nesta quinta-feira (7) 28 pessoas (16 paraguaios e 12 brasileiros) na cidade de Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com o Mato Grosso do Sul, onde os agentes apreenderam armas e 14 veículos, informou a Polícia Nacional do Paraguai. A informação é da Agência EFE.

Durante a operação, da qual participaram homens da Secretaria Nacional Antidrogas, foram confiscadas duas pistolas, um fuzil, um quilo de droga não especificada e dinheiro, cuj quantia não foi determinada a.

A incursão foi realizada com presença de representantes da Promotoria paraguaia e, por enquanto, não foram divulgados mais detalhes sobre o caso.

As cidades fronteiriças entre o Paraguai e o Brasil, como Ciudad del Este e Pedro Juan Caballero, são as principais rotas regionais do tráfico de cocaína e maconha, segundo a Secretaria Nacional Antidrogas.

Fonte: agencia-brasil

Mulher cria 'feijões de cocaína' e é detida ao tentar levar marmita para detento

Marmita 'diferente' chamou atenção em São Vicente (SP). Feijões que acompanhavam o arroz eram feitos de maconha e cocaína.

pc0512Uma mulher foi flagrada tentando entrar com feijões falsos, recheados de maconha e cocaína, na Penitenciária 2 de São Vicente, no litoral de São Paulo. A marmita 'suspeita' chamou a atenção dos policiais, que conseguiram identificar a infração que ocorreu no domingo (26) durante o horário de visita aos detentos da unidade prisional. 

De acordo com informações da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), a mulher tentou entrar na penitenciária com uma espécie de marmita, onde havia arroz, farofa e feijão preto. Porém, os feijões eram falsos e se tratavam de embalagens para armazenar drogas. Dentro dos feijões, havia maconha e cocaína. Ao todo, os invólucros pesavam 243 gramas. 

Já no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Praia Grande, uma jovem de 23 anos foi flagrada ao passar pela revista do scanner. Os agentes observaram um objeto estranho no bolso da calça da visitante. Ela disse se tratar de um cigarro. Após revista da agente penitenciária, no entanto, foi constatado que se tratava de uma porção de maconha. 

As duas mulheres foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia e tiveram os nomes suspensos do rol de visitas da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). As direções das duas cadeias instauraram procedimento disciplinar apuratório para verificar a conivência dos detentos. 

 

Fonte: G1

Visitante de presídio anda com dificuldades por ter cocaína na genitália e é presa

vd2811Com cocaína na genitália, mulher apresenta dificuldade para andar e dupla acaba presa em flagrante
Passageiras de um ônibus abordado pela Polícia Rodoviária em Presidente Epitácio levariam a droga para Martinópolis.
Por G1 Presidente Prudente
Foram apreendidos 986 gramas de cocaína em Presidente Epitácio 
A Polícia Militar Rodoviária prendeu em flagrante duas mulheres por tráfico de droga neste sábado (25), em Presidente Epitácio. Elas eram passageiras de um ônibus que fazia o itinerário Ponta Porã (MS)–São Paulo (SP) e transportavam 986 gramas de cocaína que foram apreendidos.
Durante a fiscalização, uma auxiliar geral, de 36 anos, e uma garçonete, de 21 anos, ambas moradoras de Martinópolis, apresentaram “nervosismo exacerbado e respostas desencontradas” sobre a viagem que faziam.
Quando as mulheres desceram do ônibus, os policiais perceberam que uma delas andava com dificuldade e já fora do coletivo tentou desvencilhar-se de um invólucro que trazia em sua genitália.
Diante disso, foi solicitada a presença de uma policial feminina, que ao chegar encontrou mais dois invólucros nas partes íntimas da indiciada que continham cocaína.
Segundo a polícia, a auxiliar geral alegou que havia sido contratada pela sua companheira de viagem para transportar a droga de Ponta Porã (MS) até a cidade de Martinópolis, serviço pelo qual receberia R$ 800.
A ocorrência foi apresentada à Delegacia da Polícia Civil, em Presidente Epitácio, onde as indiciadas permaneceram no aguardo da audiência de custódia na Justiça para posterior remoção a uma unidade prisional.
 
Fonte: jenisandrade

Polícia apreende maconha com homenagem de traficantes a Bolsonaro no Paraná

vd2311Uma operação da Polícia Civil de Sarandi, no Paraná, na madrugada desta sexta-feira (17), resultou na prisão de dois homens, suspeitos de tráfico de drogas. Com Alisson Alan Chaves, 22 anos, e Carlos Eduardo de Souza Ferreira, 30 anos, a polícia encontrou entorpecentes, várias munições e armas, entre elas uma submetralhadora.

O dois suspeitos já estavam sendo investigados pelo setor de inteligência da delegacia há meses e receberam a autorização judicial para realizar busca e apreensão na casa de Chaves e Ferreira, ambos moradores do Jardim Universal.

Na casa de Alisson Chaves, a polícia disse ter encontrados um revólver calibre 38 e sete munições intactas, além de quatro munições intactas de calibre 22, uma balança de precisão, três tabletes e 53 porções de maconha para a venda – a droga totalizou 3,3 kg.

Um detalhe que chama a atenção é que, nos tabletes intactos, havia a caricatura do deputado federal Jair Bolsonaro.

Na segunda casa, a de Carlos Eduardo Ferreira, foram encontrados, nos fundos de um guarda-roupa, uma submetralhadora 9mm, dois carregadores e 36 munições de calibre 9 mm.

Os dois homens foram presos em flagrante e todos os materiais foram apreendidos e levados à delegacia de Polícia Civil.

Eles disseram que era uma homenagem ao candidato da extrema direita. “Bolsonaro vai dar um jeito no Brasil”, afirmou Carlos Eduardo.

Fonte: diariodocentrodomundo

Polícia prende 30 em operação contra tráfico internacional de drogas

vd2011Em operação deflagrada na manhã desta sexta-feira (17), a Polícia Federal prendeu 30 pessoas por envolvimento com tráfico internacional de drogas. Segundo a PF, a droga chegava ao país pela fronteira entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, e em seguida era transportada para Curitiba e região metropolitana, em fundos falsos de caminhões. A operação foi realizada nos estados do Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul. Um dos presos estavam em viagem e foi detido em São Paulo.

Dos 30 presos, 28 foram presos pelos mandados de prisão temporária e preventiva expedidos para essa operação e dois estavam com mandado de prisão em aberto desde o ano passado. “Esses dois tinham mandado de prisão e quando fomos até uma residência prender uma pessoa, eles estavam escondidos no forro da casa”.

O esquema se dava pelo transporte das drogas em fundos falsos de caminhões e de veículos. Além disso, os policiais federais encontraram grandes quantidades de cocaína e crack em um ralo, dentro de uma das casas investigadas.

Segundo o delegado da Polícia Federal, Vinicius Oliveira Binda, responsável pela operação, os fornecedores das drogas são membros da mesma família. “Foram presas seis pessoas, um pai com os dois filhos e outro pai com dois filhos, eles eram irmãos e foram presos hoje na operação, um no Mato Grosso do Sul, um em Santa Catarina e os outros em Curitiba”.

Segundo interceptações telefônicas, a Polícia Federal descobriu que os investigados contrabandeavam cerca de 200 quilos por mês de crack e cocaína e vendiam para traficantes que fracionavam as drogas para vender aos usuários.

Para enganar a polícia, os suspeitos ainda estabeleceram um sólido esquema de lavagem de ativos que envolvia a ocultação e fracionamento das operações financeiras, a utilização de laranjas para realização de negócios envolvendo bens adquiridos pelo grupo, a compra de veículos de luxo, imóveis rurais e outros de alto padrão no litoral de Santa Catarina.

Os presos vão responder por tráfico internacional de entorpecentes, associação para o tráfico, associação criminosa e lavagem de ativos.

Fonte: MassaNews

 

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web