WhatsApp Image 2021 12 08 at 13.52.38

Morto pelo Choque era "Resumo Geral" do PCC e foi grampeado na prisão

https://cdn6.campograndenews.com.br/uploads/noticias/2022/11/09/636c052767067.jpg André Eduardo Vargas Maia, 30 anos, o “Trilha” ou “Febem” já foi Resumo Geral dos Estados e País do PCC (Primeiro Comando da Capital), cargo com atribuições de controle e liderança sobre os demais faccionados. Procurado pela polícia, foi morto em confronto policial esta manhã, durante a Operação Espartanos I, do Batalhão de Choque.

“Febem” era um dos mandados de prisão listados hoje, no primeiro dia da operação policial. Segundo informações da PM (Polícia Militar), ele foi encontrado em uma casa no Bairro Aero Rancho, resistiu à prisão e foi alvejado com dois tiros. Chegou a ser socorrido e levado ao Hospital Regional, mas morreu durante atendimento.

Em 2011, "Febem" participou da tentativa de assalto a uma construtora, na Vila Bandeirantes, que terminou na morte do engenheiro eletricista Severino de Souza Júnior, de 38 anos.

Ficha de André Eduardo Vargas Mais quando esteve preso em Dourados. (Foto/Reprodução)Ficha de André Eduardo Vargas Mais quando esteve preso em Dourados. (Foto/Reprodução)

Procurado por associação criminosa, “Febem” já figurou na liderança do PCC, conforme investigação de PIC (Procedimento Investigatório Criminal) do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), iniciada em janeiro de 2017, em Dourados e que resultou em processo protocolado em 2020, na 5ª Vara Criminal de Campo Grande.

Naquele período, o Gaeco investigava várias ações do PCC realizadas para financiar o tráfico de drogas, a compra de armas e plano de fuga do Presídio de Segurança Máxima Jair de Carvalho, em Campo Grande. A lista de apelidos é longa: “Barbaridade”, “Magrelo”, “Quase Nada”, “Kapetinha”, “Thor”, “Drácula” e “Camisa 10”, por exemplo.

Conversa interceptada pelo Gaeco. (Foto/Reprodução)Conversa interceptada pelo Gaeco. (Foto/Reprodução)

Com autorização da 1º Vara Criminal de Dourados, a investigação quebrou sigilos telefônicos de linhas usadas pelos criminosos de dentro de unidades penais em Campo Grande, Dourados e Três Lagoas.

A apuração identificou como o grupo se articula e a hierarquia dentro da facção. Um dos presos, identificado como “Juninho Carambola”, interno de presídio em São Paulo, repassava ordens a outras lideranças, os identificados como “Geral do Progresso”. Eles deveriam receber drogas ou outros produtos oriundos do crime, guardar e revender quando fosse possível.

Em uma das interceptações telefônicas, realizadas já em 2018, “Febem” foi flagrado conversando de dentro da Penitenciária Estadual de Dourados (PED).

Na escuta atribuída a “Febem”, consta que ele ocupava cargo de importância na hierarquia, o Resumo Geral dos Estados e Países. Algumas conversas são com a companheira, em que fazia conferências com membros do PCC para assuntos “com foco na estrutura organizacional”.

Conversa de "Febem" com membros do PCC. (Foto/Reprodução)Conversa de "Febem" com membros do PCC. (Foto/Reprodução)

“Fica demonstrado ainda seu envolvimento com assuntos relacionados a comercialização de entorpecentes, registrando diálogos em que o investigado e interlocutores debatem sobre a qualidade de determinada porção de entorpecentes e também sobre a chegada de produto comercializado (...)”.

Em um deles, a MNI (Mulher não Identificada) reclama da qualidade da cocaína e que “Bolívia tirou eles grandão” e que pediu para ele devolver o produto.

Operação - Nesta quarta-feira (9), 28 policiais saíram às ruas de Campo Grande, divididos em sete equipes, para cumprir cinco mandados de prisão da Operação Espartanos I.

De acordo com o apurado pela reportagem, André estava cheirando cocaína no momento da abordagem e havia resquícios da droga no celular dele. Assim que os policiais anunciaram a prisão, ele disparou contra a equipe, que revidou e acertou dois disparos na região do peito dele. Os dois tiros que André realizou atingiram o muro da casa e um carro que estava na garagem.

Durante a ocorrência, além de André Eduardo, outra pessoa morreu ao reagir e atirar contra os policiais. Trata-se de Ana Paula dos Santos Silva, conhecida como "Boladona". Ana Paula tem passagens por roubo. Conforme apurado, ela se passava por homem durante os crimes, sendo que todas as vítimas se referiam ao "autor" como um homem obeso.

A polícia descobriu que se tratava na verdade de Ana Paula. Ela andava sempre armada e era muito agressiva durante os roubos.

Fonte: https://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/morto-pelo-choque-era-resumo-geral-do-pcc-e-foi-grampeado-pelo-gaeco-na-prisao

Policiais se disfarçam de Vingadores para capturar traficantes no Peru

https://extra.globo.com/incoming/25601931-fb9-057/w640h360-PROP/whatsapp-image-2022-11-01-at-16.21.30.jpeg.jpg A polícia peruana inspirou-se nos heróis Vingadores, da Marvel, para realizar uma operação, no último sábado, contra traficantes de pasta básica de cocaína em um bairro de Lima. Quatro policiais se disfarçaram dos super-heróis para invadir uma casa.

A operação chamada "Marvel" aconteceu no sábado e começou quando Capitão América, Thor, Homem-Aranha e a Viúva Negra andavam pelas ruas de um bairro perigoso no bairro de San Juan de Lurigancho, um dos mais populosos da cidade.

Tudo parecia normal até que, ao chegar em uma casa, o Capitão América e seus companheiros destruíram a porta de ferro e o vidro da casa em um piscar de olhos, abrindo caminho para a entrada de 10 policiais.

Os super-heróis, integrantes do Esquadrão de Polícia Verde, prenderam os ocupantes da casa, três homens e uma mulher, chamados "Los Villanos de Mariátegui", que acharam que era uma brincadeira de Halloween, segundo a polícia.

— Nesta propriedade, uma família inteira se dedicava à comercialização de drogas. Eles as vendiam em um parque próximo —, disse o coronel David Villanueva, chefe do Esquadrão Verde da Polícia Nacional.

A operação apreendeu 3.250 pequenos pacotes de pasta básica de cocaína, 287 sacos de cocaína e 127 sacos de maconha, que estavam escondidos na casa.

Um quilo de pasta básica é vendido por pelo menos US$ 380 no Peru, enquanto um quilo de cloridrato de cocaína, a droga mais pura, é vendido por cerca de mil dólares.

Fonte: https://extra.globo.com/noticias/mundo/policiais-se-disfarcam-de-vingadores-para-capturar-traficantes-no-peru-video-25601932.html

Mulher é detida Por Policiais Penais ao tentar adentrar com uísque em garrafa de 'chá mate' em presídio de Bangu

 Rio – Uma agente feminina foi detida nesta sexta-feira (14) ao entrar com uísque em duas garrafas de plástico, com a inscrição “chá mate”, no presídio Joaquim Ferreira de Souza, no Complexo de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio. segundo nossas fontes, trata -se de uma agente pública lotada até então no presídio Joaquim Ferreira, transferida hoje da unidade para a SEAP/EB. Não conseguimos até o momento o nome completo da servidora, mas, está publicado no BI de hoje, e o primeiro nome seria Fernanda.

Na portaria, ela foi surpreendida com inspeção dos colegas que identificaram a bebida alcoólica. A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) apura se o destinatário da iguaria etílica seria o ex-garçom Glaidson Acácio dos Santos, de 38 anos, conhecido como o “Faraó dos Bitcoins”.

Glaidson está preso desde agosto do ano passado acusado de fraude contra o sistema financeiro. Ele ainda responde por homicídio e tentativa de homicídio na Justiça estadual.

Fonte: https://portaldenoticiastpnews.com/agente-penitenciaria-e-detida-com-uisque-em-garrafa-de-cha-mate-em-presidio-de-bangu/

 

Polícia ultrapassa 100 prisões em operação contra o tráfico de drogas na Cracolândia

1 Uma nova fase da operação contra o tráfico de drogas na Cracolândia, em São Paulo, prendeu mais pessoas neste sábado (8) e o número de detidos passou de 100. A ação consiste no combate a traficantes e também ao uso de entorpecentes a céu aberto.

Detento em ‘saidinha' temporária é preso ao tentar entrar em presídio com drogas embaladas para ingestão

https://s2.glbimg.com/M6Blt-xAOiaAysJvIQMobjuWblI=/0x0:1183x827/984x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2022/l/B/k2IJQuQJAND0oU9LvuAA/drogas-detentos.jpeg Um detento que estava em saída temporária foi encaminhado de volta à prisão após ser flagrado tentando acessar o Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Mongaguá, no litoral de São Paulo, com 396 porções de drogas. O criminoso foi preso em flagrante por tráfico. Além do homem que foi detido, outros três fugiram.

De acordo com a Polícia Militar (PM), os agentes da Força Tática realizavam a Operação Retorno de Presos, na manhã desta segunda-feira (19), quando notaram que quatro detentos carregavam bolsas e demonstravam um comportamento suspeito.

Quando os policiais se aproximaram para abordagem, eles fugiram. Os homens invadiram uma das casas localizadas na Avenida Brasil. Eles entraram nos cômodos de uma residência, sairam pelo quintal dos fundos e pularam para as casas vizinhas.

Os policiais militares conseguiram deter um dos criminosos, enquanto ele tentava pular o muro. O detido possuía uma bolsa térmica com 396 porções de entorpecentes, sendo 91 de cocaína e 305 de maconha.

Segundo a PM, as embalagens estavam enroladas para ingestão e possivelmente seriam engolidas antes dos detentos acessarem o CPP. Durante a fuga, os outros suspeitos abandonaram uma mochila com 686 porções de drogas, entre elas, 235 porções de maconha pronta para venda, e 451 tubos com cocaína.

Os agentes de segurança encaminharam o detento à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mongaguá, onde ele foi atendido e liberado, sendo conduzido para o 2º Distrito Policial (DP) da cidade. O delegado de plantão confirmou a prisão em flagrante por tráfico de drogas, e o traficante permaneceu na carceragem à disposição da Justiça.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2022/09/20/detento-em-saidinha-temporaria-e-preso-ao-tentar-entrar-em-presidio-com-drogas-embaladas-para-ingestao.ghtml

Mais artigos...

vetenuo

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                  Saiba os benefícios de usar o LinkedIn para a sua vida profissional - IFS -  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe 

blogimpakto  acervo       jornalismoinvestigativo      Capa do livro: Prova e o Ônus da Prova - No Direito Processual Constitucional Civil, no Direito do Consumidor, na Responsabilidade Médica, no Direito Empresarial e Direitos Reflexos, com apoio da Análise Econômica do Direito (AED) - 3ª Edição - Revista, Atualizada e Ampliada, João Carlos Adalberto Zolandeck   observadh

procurados

Desenvolvido por: ClauBarros Web