JORNALISTAMINI

Ladrões rendem seguranças e roubam 391 armas de fórum na Grande SP

Criminosos levaram revólveres, pistolas e submetralhadoras que estavam em cofre do Fórum de Diadema.

forumdiademaCriminosos roubaram 391 armas de fogo do Fórum de Diadema, na Grande São Paulo, na noite de sábado (17), segundo informações da Secretaria da Segurança Pública. Os bandidos chegaram ao local por volta das 19h e renderam os três vigilantes que faziam a segurança do empreendimento.

As armas ficavam dentro de um cofre e eram provas de processos judiciais.

Entre os itens estão 294 revólveres e 87 pistolas. A lista de armas inclui ainda submetralhadoras e um fuzil. O caso foi registrado no 1º DP de Diadema, que investiga o caso.

Fonte: http://g1.globo.com

Mulher é presa pela PM ao tentar entrar com drogas no ânus em uma Penitenciária do Norte de Minas

Diana Maia- Jornalismo Imparcial
pmapreendePresa na manhã deste domingo 11.06 uma mulher de 46 anos, quando tentava entrar na Penitenciária de Francisco Sá, Norte de Minas com drogas no orifício anal.

De acordo com as informações repassadas direto do local, por militares da PM, o fato só foi descoberto, após exame de raio X.
Na região anal da conduzida Z.P.D.R, foi localizado (22) buchas de maconha (1) pino de cocaína, tudo muito bem embalado, além de vários sacos plásticos para dolagem.
A mulher ainda tentou dispensar a droga, mas foi contida pela PM, que localizou a droga dentro da rede de esgoto do Hospital Municipal de Francisco Sá.
A mulher será conduzida  para Delegacia de Plantão de Montes Claros.
Fotos PM

Operação prende policial militar que era "parceiro da bandidagem" em Curitiba

Mandados de prisão, busca e apreensão foram cumpridos

oppolicialUma operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público do Paraná cumpre, na manhã desta terça-feira (6), nove mandados de prisão, 16 de busca e apreensão e dois de condução coercitiva. A investigação, com o apoio da Corregedoria da Polícia Militar (PM), é referente a participação de um policial militar de Colombo, região metropolitana de Curitiba, em crimes de roubo, receptação e associação criminosa.

O policial militar foi preso, investigado por praticar, em companhia de outros integrantes da associação, roubo a residências e a estabelecimentos comerciais. Além de Colombo, os crimes também aconteciam em outras cidades da região metropolitana de Curitiba, na capital e em Santa Catarina. O Gaeco ainda não informou se há a participação de outros policiais nos crimes.

A investigação tramita junto a 2° Promotoria de Justiça de Colombo.

Leia mais: Banda B

Fonte: http://catve.com

Último suspeito de matar agente federal é apresentado pela Polícia Civil

Elnatan Chagas de Carvalho, conhecido como logan, foi preso ontem à noite no bairro Tatuquara em Curitiba

centro de operacoesEm coletiva de imprensa nesta terça-feira (30), a Polícia Civil apresentou o último suspeito da execução do crime que vitimou Melissa Almeida Ferrarezi na semana passada.

Elnatan Chagas de Carvalho, conhecido como Logan, foi preso ontem à noite no bairro Tatuquara em Curitiba. Ele estava com duas marcas de tiros de raspão, na perna e na mão. Policiais já vinham acompanhando os passos do suspeito desde a semana passada.

Com ele, a polícia apreendeu um carro prata provavelmente usado no dia do crime e outro veículo preto que foi utilizado durante a fuga do suspeito para Curitiba.

Os números apresentados pela Polícia sobre a investigação do caso até agora São positivos. Além de Elnatan chagas, preso ontem, há dois detidos em Cascavel. Outro envolvido foi morto em um confronto com a PM e um quinto suspeito morreu no local do crime.

O crime aconteceu no fim da tarde da última quinta-feira no bairro Canadá. Homens atiraram contra o casal Melissa Almeida Ferrarezi e Rodrigo Ferrarezi.

Melissa era psicóloga, trabalhava na Penitenciária Federal de Catanduvas e não resistiu aos ferimentos. Os investigadores continuam trabalhando no caso.

Fonte: http://catve.com

Polícia Federal prende irmã, 5 filhos e braço-direito de Fernandinho Beira-Mar

Investigação de mais de um ano mostra que, mesmo em um presídio federal em Rondônia, traficante diversificou negócios. Operação 'Epístolas' é realizada em 5 estados e no DF.

beiramarOs cinco filhos de Beira-Mar presos são: Taiuã Vinícius da Costa, Thuany Moraes da Costa, Luan Medeiros da Costa, Felipe Alexandre da Costa e Marcelo da Costa.

A mulher do traficante, Jacqueline Alcântara de Moraes, já estava presa no Mato Grosso do Sul e vai ser levada para Porto Velho ainda nesta quarta.

Felipe da Costa Lira, braço-direito de Beira-Mar, foi detido no Ceará, segundo a PF. Até a última atualização da reportagem, não havia um balanço oficial do número de presos.

Transferência

Beira-Mar era ouvido, por volta das 11h, pela Polícia Federal dentro do presídio em Rondônia. À tarde, ele será levado para Brasília, onde ficará na sede da PF até ser definida a transferência para outro presídio federal, ainda não definida. Os presos na operação também prestam depoimento.

Após um ano e meio de investigações, a PF descobriu que Beira-Mar, preso na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia, diversificou os negócios: os lucros agora vão além do tráfico de drogas. O criminoso controla máquinas de caça-níquel, venda de botijões de gás, cesta básica, mototáxi, venda de cigarros e até o abastecimento de água.

As principais áreas de atuação de Fernandinho Beira-mar são três comunidades de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense: favela Beira-Mar, Parque das Missões e Parque Boavista.

Os policiais cumprem 35 mandados de prisão, sendo 22 prisões preventivas e 13 temporárias, além de 27 de condução coercitiva e 86 de busca e apreensão nos estados do Rio, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Ceará e no Distrito Federal.

Ordens por bilhetes

Segundo os investigadores, na denúncia que deu origem à investigação, foi descoberto que há uma grande quadrilha liderada pelo traficante que, mesmo preso no presídio Federal de Porto Velho, coordena o grupo por meio de mensagens escritas em papel. Por conta dos bilhetes, a operação desta quarta-feira foi batizada de "Epístolas".

Desde 2006, Fernandinho Beira-Mar está preso em uma penitenciária federal. Em 2007, a Polícia Federal investigou o criminoso e descobriu que, apesar da vigilância, ele manteve o controle do fornecimento de drogas – maconha e cocaína – para favelas do Rio. A investigação da PF, na ocasião, levou 19 pessoas à prisão.

A operação Fênix, como foi chamada, descobriu que Beira-Mar escolheu a mulher, Jacqueline Alcântara de Morais, para sucedê-lo no comando da quadrilha. Todos os presos foram condenados pela Justiça Federal do Paraná.

Pena de mais de 300 anos

Em condenações, o traficante acumula penas que somam quase 320 anos de prisão em crimes como tráfico de drogas, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e homicídios.

Em 2015, o criminoso foi condenado a 120 anos de prisão apontado como responsável liderar uma guerra de facções, em 2002, dentro do presídio de segurança máxima Bangu 1, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, quando quatro rivais foram assassinados. Beira-Mar tem 15 condenações.

*Colaborou G1 Rondônia

Fonte: http://g1.globo.com/

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6       jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web