jornalista1

Vídeo mostra PRF tentando conter agentes penitenciários do DF que estariam bêbados e armados em posto de combustíveis

 Frentista disse que dupla bebeu durante a tarde antes de pegar o carro, e que estavam armados. Sistema Penitenciário afirmou que eles assinaram TCO e foram liberados da PF.

Imagem mostra PRF e agentes penitenciários do DF, em Goiânia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera Dois agentes penitenciários do Distrito Federal foram detidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Goiânia. Imagens de câmeras de monitoramento mostram quando eles foram abordados e resistiram à prisão. Um frentista do posto de combustíveis ao lado do local da confusão disse que a dupla bebeu durante a tarde antes de pegar o carro e que estavam armados.

A confusão aconteceu na sexta-feira (7). Por meio de nota, a Subsecretaria do Sistema Penitenciário do DF disse que “os dois servidores assinaram Termo Circunstanciado no Departamento da Polícia Federal de Goiás (DPF/GO) e foram liberados no dia do ocorrido”.

Também conforme o comunicado, a pasta irá “apurar as circunstâncias do ocorrido”.

A gravação obtida pela TV Anhanguera mostra quando um carro prata para no meio-fio, sendo “fechado” por um carro da PRF, que também para. Um segundo carro da corporação para atrás do veículo prata.

Na gravação, os agentes se negam a ser algemados pelos PRFs, e começa uma confusão. Depois de alguns minutos tentando, os policiais conseguem deter a dupla. 

 Um frentista que estava no posto de combustíveis ao lado do local da confusão contou que viu os agentes ingerindo bebidas alcoólicas na loja de conveniência e que ouviu uma colega de trabalho reclamar que um deles havia tocado nela.

“Eu chego para trabalhar umas 14h e eles já estavam bebendo e ficaram até umas 15h30. [...] Minha colega contou que ele passou a mão na bunda dela”, relatou.

Ainda de acordo com o trabalhador, os dois estavam armados, o que deixou as pessoas no local apreensivas.

“[Estava com medo?] Sim, sim, sim, sim. Porque a qualquer momento poderia ter algum disparo, alguma coisa, porque, quando a pessoa está alcoolizada passam mil e uma coisas na cabeça dela”, contou. 

Fonte: G1

 

Comentar

vetenuo

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto  acervo         jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web