jornalista1

Traficantes criam “Complexo de Israel” na Zona Norte do Rio

Avenida Brasil, no Rio de Janeiro, corta comunidades do "Complexo de Israel" Um grupo de traficantes ampliou, nas últimas semanas, o controle sobre favelas da Zona Norte do Rio de Janeiro e passou a chamar a região de "Complexo de Israel". A facção utiliza símbolos religiosos e a bandeira do país asiático como forma de demonstrar domínio do território. As comunidades afetadas são Cidade Alta, Vigário Geral, Parada de Lucas, Cinco Bocas e Pica-Pau.

As informações são de reportagem do RJTV, da noite da sexta-feira (24). "Se o gelo não for enxugado, a casa será inundada. Então, é importante sim uma presença da polícia militar em áreas conflagradas. Sempre respeitando a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) mas é importante não só para prender criminosos, retirar armas de circulação e também para evitar esse deslocamento de grupos de criminosos em busca de uma expansão territorial", afirmou ao RJTV o tenente-coronel Mauro Fliess, porta-voz da PM do RJ. A decisão a que ele se refere é uma tomada pelo ministro Edson Fachin, que determinou a suspensão de operações policiais em favelas do Rio durante a pandemia de coronavírus, exceto em 'hipóteses absolutamente excepcionais'.

 Fonte: GAZETADOPOVO

Comentar

vetenuo

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                   

www.impactocarcerario.com.br

 

blogimpakto  acervo         jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web