JORNALISTAMINI

Funcionária "burra", ré "fofinha" e outros mimos. Em 10 anos, 300 juízes tiveram processos

INSULTO

Polêmica.
Os insultos feitos por juízes nas salas de audiência têm sido punidos pelo Conselho Superior da Magistratura

Gravações podem expor corrupção na Câmara de PG

camara

Vereador "repartiria" com assessores parte do salário dos empregados - prática tida como ilegal e considerada corrupção

Circula pelos gabinetes da Câmara de Ponta Grossa, de celular em celular, via Whatsapp, e também via CDs, algumas gravações que ainda devem dar muito o que falar no meio político local. As primeiras informações dão conta de que trata-se de conversas, gravadas por um ex-chefe de gabinete de um certo parlamentar, em que o assunto seria uma suposta divisão do salário de um ou mais assessores do tal gabinete. Trocando em miúdos, parte do salário dos assessores iria parar no bolso do vereador gravado, que alegaria se tratar de um “fundo do gabinete”. Prática que é considerada corrupção e pode levar à cassação do mandato. As informações são do Blog do Doc.com.

MP e Corregedoria

Na ocasião, o autor da gravação era o chefe de gabinete, que agora, já exonerado, ‘jogou tudo no ventilador’. As gravações estão sendo transcritas antes de serem levadas ao Ministério Público e Corregedoria Geral da Câmara. Pelo que consta, o próprio ex-chefe de gabinete estaria disposto a testemunhar contra o dito parlamentar, assim como outras pessoas que já passaram pelo gabinete e pela mesma situação a ser denunciada.

Próximas semanas

A acusação é séria e o nome do vereador em questão não será exposto pelo Blog do Doc.com até que uma denúncia seja formalizada, o que deverá ocorrer nas próximas semanas, junto ao MP e à Corregedoria. Segundo informações obtidas, um grupo de vereadores já teve acesso ao conteúdo da gravação, considerado de extrema gravidade.

Comissão Processante

O suposto esquema de corrupção, se comprovado, pode acarretar em processo na Corregedoria, com a instalação de Comissão Processante, nos mesmos moldes do processo que avaliou o caso do falso sequestro da ex-vereadora Ana Maria de Holleben (ex-PT), quando ela renunciou para não ser cassada. As sanções vão desde advertência até a cassação.

Prática reprovável

Blog do Doc.com não pretende colocar os 23 vereadores em saia justa ao não divulgar a identidade do vereador flagrado na conversa neste momento. Porém, diante da gravidade da denúncia a ser levada a público em breve, resolvemos expor o fato aos leitores, pois se trata de uma prática reprovável de ilegalidade dentro do Poder Legislativo Municipal, em um momento em que toda a sociedade clama pelo fim da corrupção. Pelas informações obtidas, é certo que o caso virá à tona e a identidade do dito vereador revelada.

Fonte: http://arede.info

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web