juarezjornalista

PF deflagra a 18ª fase da Operação Lava-Jato Operação Pixuleco II

Curitiba/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 13/08, a 18ª Fase da Operação Lava Jato – Pixuleco II, em alusão ao termo utilizado para nominar a propina recebida em contratos.

Cerca de 70 Policiais Federais cumprem 11 mandados judiciais, sendo 10 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária, nas localidades de Brasília, Porto Alegre, São Paulo e Curitiba.

O foco das investigações desta fase é o cumprimento de medidas cautelares em relação a operador identificado a partir da deflagração da fase anterior, responsável por arrecadar valores relacionados a vantagens ilícitas que superam 50 milhões, obtidas a partir de contrato no âmbito de crédito consignado junto ao Ministério do Planejamento, cuja participação fora confirmada com o recebimento de valores por meio de empresas de fachada e pagamentos realizados por ordem do operador.

O preso será trazido para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba/PR onde permanecerá à disposição do juízo da 13ª Vara da Justiça Federal.

Será concedida entrevista coletiva às 10h00 no auditório da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, situada na Rua Sandália Monzon, 210, Santa Cândida - PR.

Comunicação Social da Polícia Federal no Paraná

Curitiba-PR, 13 de agosto de 2015

Telefones: (41) 3251-7809

PM apreende maconha em cozinha de carceragem de TB

Droga foi encontrada no interior da cozinha da carceragem de Telêmaco Borba durante uma revista de rotina

maconhanacozinhaA Polícia Militar apreendeu 400 gramas de maconha dentro da Cadeia Pública de Telêmaco Borba, cidade na região dos Campos Gerais. A maconha estava escondida na cozinha da carceragem e, junto do entorpecente, um carregador de celular também foi localizado – a revista de rotina aconteceu ontem (10).

Segundo informações do Plantão TB, a droga estava escondida no meio dos utensílios da cozinha. As autoridades vão apurar a responsabilidade da entrada da droga na unidade prisional – a cozinha da carceragem é administrada pelos próprios detentos.

Fonte: arede.info

PF deflagra a 17ª fase da Operação Lava-Jato

Curitiba/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 03/08, a 17ª Fase da Operação Lava Jato – Pixuleco, em alusão ao termo utilizado para nominar a propina recebida em contratos.

Cerca de 200 Policiais Federais cumprem 40 mandados judiciais, sendo 26 mandados de busca e apreensão, três mandados de prisão preventiva, cinco mandados de prisão temporária e seis mandados de condução coercitiva, em Brasília e nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Foram decretadas ainda, a partir de representação da autoridade policial que preside os inquéritos policiais, medidas de sequestro de imóveis e bloqueio de ativos financeiros.

Esta fase da operação se concentra no cumprimento de medidas cautelares em relação a pagadores e recebedores de vantagens indevidas oriundas de contratos com o Poder Público, alcançando beneficiários finais e “laranjas” utilizados nas transações. Entre os crimes investigados estão: corrupção ativa e passiva, formação de quadrilha, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Os presos serão trazidos para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba/PR onde permanecerão à disposição do juízo da 13ª Vara da Justiça Federal.

Será concedida entrevista coletiva às 10h00 no auditório da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, situada na Rua Sandália Monzon, 210, Santa Cândida - PR.

Comunicação Social da Polícia Federal no Paraná

Curitiba-PR, 3 de agosto de 2015

Telefones: (41) 3251-7809

PF deflagra a 16ª fase da Operação Lava-Jato

Curitiba/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 28/07, a 16ª Fase da Operação Lava Jato – Radioatividade.

 

Cerca de 180 Policiais Federais cumprem 30 mandados judiciais, sendo 23 mandados de busca e apreensão, dois mandados de prisão temporária e cinco mandados de condução coercitiva, nas seguintes cidades: Brasília, Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo e Barueri.

O foco das investigações são contratos firmados por empresas já mencionadas na Operação Lava Jato com a Eletronuclear, subsidiária da Eletrobrás, empresa cujo controle acionário é da União.

Dentre outros fatos investigados, são objeto de apuração nesta fase, a formação de cartel e o prévio ajustamento de licitações nas obras de Angra 3, e o pagamento indevido de vantagens financeiras a empregados da estatal.

Os presos serão trazidos para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba/PR onde permanecerão à disposição do juízo da 13ª Vara da Justiça Federal.

Será concedida entrevista coletiva às 10h00 no auditório da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, situada na Rua Sandália Monzon, 210, Santa Cândida - PR.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Paraná

Curitiba-PR, 28 de julho de 2015

Telefones: (41) 3251-7809

PF cumpre 15 mandados no Paraná para apurar fraude contra a CONAB

pf

Londrina/PR- A Policia Federal deflagrou na manhã de hoje, 23, a Operação Feijão de Ouro, cujo objetivo é apurar fraudes cometidas contra a CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento – por meio de falsificação de notas de produtor rural referentes à comercialização de feijão.

Cerca de 30 Policiais Federais cumpriram nove mandados de busca e apreensão e seis mandados de condução coercitiva, nas cidades de Quatiguá, Santo Antônio da Platina e Joaquim Távora, todas no Paraná.

Através de um programa de incentivo a agricultura familiar, o Governo Federal, através da CONAB, adquiriu nos anos de 2010 e 2011, feijão produzido pelos pequenos agricultores a preços superiores aos praticados pelo mercado

Durante as investigações verificou-se que muitos dos pequenos agricultores que forneceram as notas fiscais, nunca produziram feijão, sendo que alguns nem mesmo se dedicavam à agricultura.

Comunicação Social da Polícia Federal em Londrina/PR

(43) 3294-7205

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web