juarezjornalista

NA ONU, Conectas e AJD denunciam Tribunal de Justiça de São Paulo por afastamento de juiz

onuNesta próxima segunda-feira (22/6), Conectas Direitos Humanos e a Associação Juízes para a Democracia (AJD) irão denunciar no Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, o afastamento do juiz Roberto Corciolli por desagradar, em suas decisões, o Tribunal de Justiça paulista.

Corciolli foi transferido da Vara Criminal em que atuava em setembro de 2014 por que suas decisões estariam desagradando alguns membros do Ministério Público, que exigiram do TJ/SP o seu afastamento. Segundo os promotores, o perfil "garantista" do juiz - mais sensibilizado com as garantias processuais e constitucionais dos réus cujos processos era o responsável - deveria ser objeto de repulsa. O TJ/SP acolheu a representação e afastou o juiz de suas funções alegando que ele não estava agindo conforme o "esperado". O juiz denunciou o seu afastamento ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça), que lhe deu razão, mas o Tribunal paulista recorreu ao STF (Supremo Tribunal Federal) e uma liminar dada pela Ministra Rosa Weber suspendeu os efeitos da decisão do Conselho, e agora o caso aguarda o julgamento definitivo. 

Segundo as organizações, o caso demonstra como a falta de critérios impessoais e objetivos para a nomeação e movimentação de magistrados tem ferido a independência judicial no País.

A sessão será realizada segunda-feira (22/6), às 7h (horário de Brasília) e poderá ser acompanhada ao vivo através da UN Web TV.

Veja trechos do pronunciamento oral que será feito pela Conectas:

“Alguns casos, que ganharam repercussão nacional, escancaram a discricionariedade absoluta das presidências dos Tribunais em movimentar juízes auxiliares que não compactuam com seu pensamento e orientação.”

“A questão torna-se ainda mais grave quando está em jogo um dos valores mais caros para a humanidade: a liberdade. A atual política de encarceramento em massa do Brasil contribui para a ocorrência de graves violações de direitos humanos cometidas dentro do sistema prisional brasileiro e leva o Brasil ao terceiro lugar dos países que mais prendem no mundo. O poder judiciário tem um papel determinante dentro dessa política e, no mínimo, deve preservar as garantias de uma prestação jurisdicional independente. O controle ideológico de juízes que rompem com a cultura da prisão deve ser banido."

Clique aqui para ler o pronunciamento na íntegra.

Clique aqui para ter acesso ao amicus curiaeda Conectas ajuizado no STF contestando os argumentos do TJ/SP. 

Contato para entrevistas:

Rafael Custódio | coordenador de Justiça da Conectas

11 98919-2295 | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Reforma política não inova, crise econômica se agrava, e Lula-Dilma só cuidam da salvação "biográfica"

Deputado federal acusado de comprar habilitação pode ver o crime prescrever

diegoDiego Garcia é acusado de ter se beneficiado de um esquema de venda de CNHs dentro do Detran de Cambará, no Norte Pioneiro

O deputado federal Diego Garcia (PHS) pode deixar de responder pelo crime de corrupção ativa. Ele é acusado pelo Ministério Público Estadual (MP-PR) de comprar sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) num esquema criminoso operado dentro da 4ª Circunscrição de Trânsito do Paraná (Ciretran), em Cambará no Norte Pioneiro, em 2005. Garcia pode ter a sua punição extinta pela prescrição do crime porque até hoje, 10 anos depois, a Justiça ainda não se manifestou sobre a denúncia.

Diego Garcia foi indiciado pela Polícia Civil pelo crime de corrupção ativa. A pena para esse tipo de crime é de 2 a 12 anos de prisão. Como um crime só prescreve quando transcorre o prazo máximo para que o réu cumpra a pena - caso seja condenado - , se a denúncia não for aceita pela Justiça o deputado nem chegará a ser julgado. 

Garcia foi flagrado, em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça, negociando com a diretora de uma autoescola a compra da habilitação depois de ser reprovado no teste prático de rua. Num dos trechos da conversa telefônica, Diego Garcia negocia o momento e o local para entregar o dinheiro à diretora da autoescola, que depois repassaria os valores a ex-funcionários do Detran, inclusive o então chefe da circunscrição, Raffaello Frascati.

Em março, a juíza Vanessa De Biassio Mazzutti, titular da Vara Criminal de Andirá, encaminhou a acusação ao Supremo Tribunal Federal (STF), já que Diego Garcia tem foro privilegiado, mas determinou que os outros envolvidos no esquema fossem investigados pelo juízo local. O Supremo ainda não se manifestou sobre o caso.

No entanto, no final do mês passado o próprio Ministério Público concedeu parecer requerendo a prescrição do crime e o arquivamento da acusação contra o deputado federal. Na sua argumentação, a promotora Natasha Scafi de Vasconcelos justificou que a pena prevista para o crime é de 2 a 12 anos de reclusão e o prazo para prescrição ocorre em 16 anos, porém, em 2005, Diego Garcia tinha menos de 21 anos, o que reduziria esse prazo pela metade.

Diego Garcia foi procurado pela reportagem da Gazeta do Povo, mas apenas o seu chefe de gabinete falou sobre o assunto. Rogério Bueno Elias classificou a denuncia ao STF como uma manobra política e informou que Garcia sempre negou que tenha comprado sua CNH. O assessor afirmou que não sabe dizer se na época da denúncia Garcia devolveu o documento obtido supostamente de forma irregular e garantiu que o parlamentar é habilitado. “A carteira dele (do deputado Diego Garcia) foi conseguida e expedida dentro da lei”, disse. 

Segundo Elias, Diego Garcia nunca foi ouvido pela Justiça e quando foi convocado a prestar depoimento à polícia sempre negou as acusações.

Diego Garcia foi eleito deputado federal em 2014 com mais de 60 mil votos. Atualmente, ele é relator do Estatuto da Família na Câmara Federal.

Entenda o caso

Em 2005, o Ministério Público descobriu um esquema que facilitava a aprovação de candidatos à obtenção da CNH em Andirá e Cambará, no Norte Pioneiro. Na época o diretor da Ciretran, Raffaello Frascati e outras quatro pessoas foram presas em flagrante acusadas de fazer parte do esquema. Frascati foi exonerado do cargo poucas semanas depois da sua prisão. Em 2012, o ex-chefe do Detran foi eleito vereador em Cambará pelo PMDB.

O esquema beneficiava alunos que chegavam a pagar até R$ 400 para serem aprovados nos testes. As negociações eram feitas pelos donos de duas autoescolas de Andirá e uma de Cambará e, logo após o pagamento, o aluno era aprovado sem levar em conta a nota tirada nos exames. 

Raffaello Frascati foi procurado pela reportagem ontem, 11, na Câmara de Vereadores de Cambará, mas ele estava participando de um curso em Curitiba. O vereador também não retornou as ligações feitas para o seu celular.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/

Câmara mantém voto obrigatório; veja a votação

PlenrioSugestão de reforma política foi rejeitada por 311 votos a 134. Com o resultado, mantém-se facultativo o alistamento eleitoral para analfabetos, pessoas com mais de 70 anos e eleitores com idade entre 16 e 18 anos

Deputados rejeitaram, por 311 votos a 134, a proposição que pretendia pôr fim à obrigatoriedade do voto em eleições no país. A sugestão foi apresentada pelo líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), à proposta de emenda à Constituição que promove a reforma política no Congresso (PEC 182/07, que teve origem no Senado) e é capitaneada pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Com a rejeição do texto de Picciani, mantém-se na Constituição o voto e o alistamento eleitoral obrigatórios para maiores de 18 anos. Da mesma forma, continua facultativo na Carta Magna o alistamento para analfabetos, pessoas com mais de 70 anos e eleitores com idade entre 16 e 18 anos.

DEM, PPS e PV se posicionaram a favor do voto facultativo, apoiando o texto de Picciani. Apenas o PMDB liberou sua bancada, deixando seus representantes livres para votar como bem decidiram, ao passo em que todos os demais partidos defenderam a manutenção do voto obrigatório no Brasil.

Argumentação

Mesmo tendo liberado sua bancada, Picciani apelou aos pares com o argumento de que o eleitor deve decidir se quer votar. “Mais vale um pleito com eleitores que se mobilizaram e que criam afinidade com um partido, com uma proposta, com um candidato, do que uma massa que vai obrigada às urnas, sem ter formado opinião sobre as propostas e os candidatos”, discursou o líder peemedebista.

Por seu turno, o líder do Psol, Chico Alencar (RJ), argumentou ser um equívoco acreditar que o voto facultativo eliminaria a compra de voto e os chamados currais eleitorais – influência de lideranças políticas locais junto ao eleitorado dos respectivos redutos. “É melhor manter o sistema como está, até porque a experiência de outros países que adotam o voto facultativo mostra que há prevalência do poder econômico”, observou Chico. “Quem não quiser participar das eleições paga a multa irrisória, e a vida segue.

”Já o deputado Sandro Alex (PPS-PR) lembrou que a obrigatoriedade do voto já deixou de ser aplicada em mais de 200 países. “Em pouco mais de 20 países o voto é obrigatório, entre os quais o Brasil. Mas por que a legislação obriga a presença do cidadão na urna?”, ponderou Alex, acrescentando que o alistamento eleitoral já garante a inscrição do eleitor nos pleitos. “A ausência na urna deve ser uma opção do cidadão.”

Veja como cada deputado votou:

ParlamentarUFVoto
DEM
Alberto Fraga DF Não
Alexandre Leite SP Sim
Carlos Melles MG Sim
Claudio Cajado BA Sim
Efraim Filho PB Sim
Eli Corrêa Filho SP Sim
Elmar Nascimento BA Sim
Felipe Maia RN Sim
Hélio Leite PA Sim
Jorge Tadeu Mudalen SP Sim
José Carlos Aleluia BA Sim
Mandetta MS Sim
Marcelo Aguiar SP Sim
Mendonça Filho PE Sim
Misael Varella MG Sim
Moroni Torgan CE Sim
Onyx Lorenzoni RS Sim
Pauderney Avelino AM Sim
Paulo Azi BA Sim
Professora Dorinha Seabra Rezende TO Sim
Rodrigo Maia RJ Sim
Total DEM: 21
PCdoB
Alice Portugal BA Não
Carlos Eduardo Cadoca PE Sim
Chico Lopes CE Não
Daniel Almeida BA Não
Davidson Magalhães BA Não
Jandira Feghali RJ Não
Jô Moraes MG Não
João Derly RS Não
Luciana Santos PE Não
Orlando Silva SP Não
Rubens Pereira Júnior MA Não
Wadson Ribeiro MG Não
Total PCdoB: 12
PDT
Abel Mesquita Jr. RR Não
Afonso Motta RS Não
Dagoberto MS Não
Félix Mendonça Júnior BA Não
Giovani Cherini RS Não
Major Olimpio SP Não
Marcelo Matos RJ Não
Marcos Rogério RO Sim
Mário Heringer MG Não
Pompeo de Mattos RS Não
Roberto Góes AP Não
Ronaldo Lessa AL Sim
Sergio Vidigal ES Abstenção
Subtenente Gonzaga MG Não
Weverton Rocha MA Não
Wolney Queiroz PE Não
Total PDT: 16
PEN
André Fufuca MA Não
Junior Marreca MA Sim
Total PEN: 2
PHS
Adail Carneiro CE Não
Carlos Andrade RR Não
Diego Garcia PR Não
Kaio Maniçoba PE Não
Marcelo Aro MG Não
Total PHS: 5
PMDB
Alberto Filho MA Não
Alceu Moreira RS Não
Baleia Rossi SP Sim
Cabuçu Borges AP Sim
Carlos Bezerra MT Não
Carlos Henrique Gaguim TO Sim
Carlos Marun MS Não
Celso Maldaner SC Sim
Celso Pansera RJ Sim
Daniel Vilela GO Sim
Danilo Forte CE Não
Darcísio Perondi RS Sim
Dulce Miranda TO Não
Edinho Bez SC Sim
Edio Lopes RR Não
Eduardo Cunha RJ Art. 17
Fabio Reis SE Sim
Fernando Jordão RJ Sim
Flaviano Melo AC Não
Geraldo Resende MS Não
Hermes Parcianello PR Sim
Hildo Rocha MA Sim
Hugo Motta PB Não
Jarbas Vasconcelos PE Sim
Jéssica Sales AC Não
João Arruda PR Sim
José Fogaça RS Não
José Priante PA Não
Josi Nunes TO Não
Laudivio Carvalho MG Sim
Lelo Coimbra ES Sim
Leonardo Picciani RJ Sim
Leonardo Quintão MG Não
Lindomar Garçon RO Sim
Lucio Mosquini RO Sim
Manoel Junior PB Sim
Marcelo Castro PI Não
Marcos Rotta AM Sim
Marinha Raupp RO Não
Marquinho Mendes RJ Sim
Marx Beltrão AL Sim
Mauro Mariani SC Sim
Mauro Pereira RS Não
Newton Cardoso Jr MG Não
Osmar Terra RS Não
Pedro Chaves GO Não
Rogério Peninha Mendonça SC Não
Ronaldo Benedet SC Sim
Roney Nemer DF Sim
Saraiva Felipe MG Não
Sergio Souza PR Sim
Silas Brasileiro MG Sim
Simone Morgado PA Não
Valdir Colatto SC Não
Veneziano Vital do Rêgo PB Não
Vitor Valim CE Sim
Walter Alves RN Sim
Total PMDB: 57
PMN
Antônio Jácome RN Sim
Dâmina Pereira MG Não
Hiran Gonçalves RR Não
Total PMN: 3
PP
Afonso Hamm RS Não
Aguinaldo Ribeiro PB Não
Beto Rosado RN Não
Cacá Leão BA Não
Conceição Sampaio AM Sim
Covatti Filho RS Não
Dilceu Sperafico PR Não
Dimas Fabiano MG Sim
Esperidião Amin SC Não
Ezequiel Fonseca MT Não
Guilherme Mussi SP Não
Jair Bolsonaro RJ Não
Jorge Boeira SC Sim
Julio Lopes RJ Não
Luis Carlos Heinze RS Não
Luiz Fernando Faria MG Não
Marcelo Belinati PR Sim
Marcus Vicente ES Não
Mário Negromonte Jr. BA Não
Missionário José Olimpio SP Sim
Nelson Meurer PR Não
Odelmo Leão MG Não
Paulo Maluf SP Não
Renato Molling RS Sim
Renzo Braz MG Não
Roberto Balestra GO Sim
Roberto Britto BA Não
Ronaldo Carletto BA Não
Sandes Júnior GO Sim
Toninho Pinheiro MG Não
Total PP: 30
PPS
Alex Manente SP Sim
Arnaldo Jordy PA Sim
Carmen Zanotto SC Sim
Eliziane Gama MA Sim
Hissa Abrahão AM Sim
Marcos Abrão GO Sim
Moses Rodrigues CE Sim
Raul Jungmann PE Não
Roberto Freire SP Não
Rubens Bueno PR Sim
Sandro Alex PR Sim
Total PPS: 11
PR
Aelton Freitas MG Não
Altineu Côrtes RJ Não
Bilac Pinto MG Não
Cabo Sabino CE Sim
Capitão Augusto SP Não
Clarissa Garotinho RJ Não
Dr. João RJ Não
Francisco Floriano RJ Não
Giacobo PR Não
João Carlos Bacelar BA Não
Lúcio Vale PA Não
Luiz Cláudio RO Não
Luiz Nishimori PR Não
Magda Mofatto GO Não
Marcio Alvino SP Não
Marcos Soares RJ Sim
Maurício Quintella Lessa AL Não
Miguel Lombardi SP Não
Milton Monti SP Não
Paulo Feijó RJ Não
Paulo Freire SP Não
Remídio Monai RR Não
Silas Freire PI Não
Tiririca SP Não
Vinicius Gurgel AP Não
Wellington Roberto PB Não
Zenaide Maia RN Não
Total PR: 27
PRB
Alan Rick AC Não
André Abdon AP Não
Antonio Bulhões SP Não
Carlos Gomes RS Não
Celso Russomanno SP Não
César Halum TO Sim
Fausto Pinato SP Não
Jhonatan de Jesus RR Não
Jony Marcos SE Sim
Marcelo Squassoni SP Sim
Márcio Marinho BA Não
Roberto Alves SP Não
Roberto Sales RJ Não
Ronaldo Martins CE Não
Rosangela Gomes RJ Não
Tia Eron BA Não
Vinicius Carvalho SP Não
Total PRB: 17
PROS
Ademir Camilo MG Não
Beto Salame PA Não
Dr. Jorge Silva ES Não
Leônidas Cristino CE Não
Miro Teixeira RJ Sim
Ronaldo Fonseca DF Sim
Valtenir Pereira MT Não
Total PROS: 7
PRP
Alexandre Valle RJ Sim
Juscelino Filho MA Não
Marcelo Álvaro Antônio MG Não
Total PRP: 3
PRTB
Cícero Almeida AL Não
Total PRTB: 1
PSB
Adilton Sachetti MT Sim
Átila Lira PI Não
Bebeto BA Não
César Messias AC Não
Fabio Garcia MT Sim
Fernando Coelho Filho PE Não
Flavinho SP Não
Glauber Braga RJ Não
Gonzaga Patriota PE Não
Heitor Schuch RS Não
Heráclito Fortes PI Não
Janete Capiberibe AP Não
João Fernando Coutinho PE Não
José Reinaldo MA Não
Jose Stédile RS Não
Júlio Delgado MG Não
Keiko Ota SP Não
Leopoldo Meyer PR Não
Luciano Ducci PR Não
Luiz Lauro Filho SP Não
Maria Helena RR Não
Marinaldo Rosendo PE Não
Pastor Eurico PE Não
Paulo Foletto ES Não
Rodrigo Martins PI Não
Stefano Aguiar MG Não
Tadeu Alencar PE Não
Tenente Lúcio MG Sim
Tereza Cristina MS Não
Vicentinho Júnior TO Não
Total PSB: 30
PSC
Edmar Arruda PR Sim
Eduardo Bolsonaro SP Abstenção
Erivelton Santana BA Não
Irmão Lazaro BA Sim
Júlia Marinho PA Sim
Marcos Reategui AP Sim
Pr. Marco Feliciano SP Sim
Professor Victório Galli MT Sim
Raquel Muniz MG Não
Silvio Costa PE Não
Total PSC: 10
PSD
Alexandre Serfiotis RJ Não
Cesar Souza SC Sim
Danrlei de Deus Hinterholz RS Não
Delegado Éder Mauro PA Não
Evandro Roman PR Não
Fábio Faria RN Não
Fábio Mitidieri SE Não
Felipe Bornier RJ Sim
Francisco Chapadinha PA Não
Goulart SP Não
Herculano Passos SP Não
Heuler Cruvinel GO Não
Indio da Costa RJ Sim
Jaime Martins MG Sim
Jefferson Campos SP Não
João Rodrigues SC Não
Joaquim Passarinho PA Não
José Carlos Araújo BA Não
José Nunes BA Sim
Júlio Cesar PI Não
Marcos Montes MG Sim
Paulo Magalhães BA Não
Ricardo Izar SP Não
Rogério Rosso DF Sim
Rômulo Gouveia PB Sim
Sérgio Brito BA Sim
Sergio Zveiter RJ Não
Silas Câmara AM Não
Sóstenes Cavalcante RJ Sim
Walter Ihoshi SP Não
Total PSD: 30
PSDB
Alexandre Baldy GO Sim
Alfredo Kaefer PR Não
Antonio Carlos Mendes Thame SP Não
Antonio Imbassahy BA Sim
Arthur Virgílio Bisneto AM Não
Betinho Gomes PE Sim
Bonifácio de Andrada MG Não
Bruna Furlan SP Não
Bruno Araújo PE Não
Bruno Covas SP Não
Caio Narcio MG Não
Carlos Sampaio SP Não
Célio Silveira GO Não
Daniel Coelho PE Sim
Delegado Waldir GO Sim
Domingos Sávio MG Não
Eduardo Barbosa MG Não
Eduardo Cury SP Sim
Fábio Sousa GO Sim
Geovania de Sá SC Não
Giuseppe Vecci GO Não
Izalci DF Não
João Campos GO Sim
João Castelo MA Não
João Gualberto BA Não
João Paulo Papa SP Não
Jutahy Junior BA Não
Lobbe Neto SP Sim
Luiz Carlos Hauly PR Não
Marco Tebaldi SC Não
Marcus Pestana MG Não
Mariana Carvalho RO Sim
Max Filho ES Sim
Miguel Haddad SP Sim
Nelson Marchezan Junior RS Não
Nilson Leitão MT Sim
Nilson Pinto PA Sim
Otavio Leite RJ Não
Paulo Abi-Ackel MG Não
Pedro Cunha Lima PB Não
Pedro Vilela AL Sim
Raimundo Gomes de Matos CE Não
Ricardo Tripoli SP Sim
Rocha AC Não
Rodrigo de Castro MG Não
Rogério Marinho RN Sim
Rossoni PR Não
Samuel Moreira SP Sim
Silvio Torres SP Não
Vanderlei Macris SP Não
Vitor Lippi SP Não
Total PSDB: 51
PSDC
Aluisio Mendes MA Não
Luiz Carlos Ramos RJ Sim
Total PSDC: 2
PSL
Macedo CE Não
Total PSL: 1
PSOL
Chico Alencar RJ Não
Edmilson Rodrigues PA Não
Ivan Valente SP Não
Jean Wyllys RJ Não
Total PSOL: 4
PT
Adelmo Carneiro Leão MG Não
Afonso Florence BA Não
Alessandro Molon RJ Não
Ana Perugini SP Não
Andres Sanchez SP Não
Angelim AC Não
Arlindo Chinaglia SP Não
Assis Carvalho PI Não
Assis do Couto PR Não
Benedita da Silva RJ Não
Beto Faro PA Não
Bohn Gass RS Não
Caetano BA Não
Carlos Zarattini SP Não
Chico D Angelo RJ Não
Enio Verri PR Não
Erika Kokay DF Não
Fernando Marroni RS Não
Gabriel Guimarães MG Não
Givaldo Vieira ES Não
Helder Salomão ES Não
Henrique Fontana RS Não
João Daniel SE Não
Jorge Solla BA Não
José Airton Cirilo CE Não
José Guimarães CE Não
José Mentor SP Não
Leo de Brito AC Não
Leonardo Monteiro MG Não
Luiz Couto PB Não
Luiz Sérgio RJ Não
Luizianne Lins CE Não
Marco Maia RS Não
Marcon RS Não
Margarida Salomão MG Não
Maria do Rosário RS Não
Moema Gramacho BA Não
Nilto Tatto SP Não
Odorico Monteiro CE Não
Padre João MG Não
Paulão AL Não
Paulo Pimenta RS Não
Paulo Teixeira SP Não
Pedro Uczai SC Não
Professora Marcivania AP Não
Reginaldo Lopes MG Não
Rubens Otoni GO Não
Ságuas Moraes MT Não
Sibá Machado AC Não
Toninho Wandscheer PR Não
Valmir Assunção BA Não
Valmir Prascidelli SP Não
Vander Loubet MS Não
Vicente Candido SP Não
Vicentinho SP Não
Wadih Damous RJ Não
Waldenor Pereira BA Não
Weliton Prado MG Abstenção
Zé Carlos MA Não
Zé Geraldo PA Não
Zeca Dirceu PR Não
Zeca do Pt MS Não
Total PT: 62
PTB
Adalberto Cavalcanti PE Sim
Adelson Barreto SE Sim
Antonio Brito BA Não
Arnaldo Faria de Sá SP Sim
Benito Gama BA Não
Eros Biondini MG Não
Jorge Côrte Real PE Não
Josué Bengtson PA Sim
Jovair Arantes GO Não
Jozi Rocha AP Não
Nelson Marquezelli SP Não
Nilton Capixaba RO Não
Paes Landim PI Não
Pedro Fernandes MA Sim
Ricardo Teobaldo PE Não
Ronaldo Nogueira RS Não
Sérgio Moraes RS Não
Walney Rocha RJ Não
Wilson Filho PB Sim
Zeca Cavalcanti PE Não
Total PTB: 20
PTC
Brunny MG Não
Uldurico Junior BA Não
Total PTC: 2
PTdoB
Luis Tibé MG Não
Pastor Franklin MG Não
Total PTdoB: 2
PTN
Bacelar BA Não
Christiane de Souza Yared PR Não
Delegado Edson Moreira MG Não
Renata Abreu SP Não
Total PTN: 4
PV
Evair de Melo ES Sim
Evandro Gussi SP Não
Fábio Ramalho MG Não
Leandre PR Sim
Penna SP Sim
Sarney Filho MA Sim
Victor Mendes MA Não
Total PV: 7
S.Part.
Cabo Daciolo RJ Sim
Total S.Part.: 1
Solidaried
Augusto Carvalho DF Sim
Carlos Manato ES Não
Elizeu Dionizio MS Não
Expedito Netto RO Não
Ezequiel Teixeira RJ Sim
Fernando Francischini PR Não
Genecias Noronha CE Não
JHC AL Sim
Lucas Vergilio GO Sim
Paulo Pereira da Silva SP Sim
Zé Silva MG Não
Total Solidaried: 11

Fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br/

Mensalão representou fim da impunidade para poderosos, diz ONG anticorrupção

corrupcaoDez anos depois de o caso do mensalão vir à tona, as esperanças de que o Brasil se tornaria um país menos corrupto não se traduziram nos números do ranking da Transparência Internacional, ONG especializada no combate à corrupção em todo o mundo.

Mais artigos...

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto.        sicride      CONTASABERTAS       horasc    acervo        kennya6    IMG 20170821 WA0024  codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web