jornalista1

Adolescentes do Cense São Francisco participam de segundo encontro com familiares

encontrofamiliaresO Centro de Socioeducação São Francisco, localizado em Piraquara, realizou nesta quarta-feira (30), o segundo evento “Interação Família Completa”, que aconteceu com a participação voluntária dos adolescentes e seus familiares. O evento teve o objetivo de unir as famílias trabalhando com os meninos o retorno ao convívio familiar e social.

Durante o encontro foi realizada uma missa pelo Bispo Dom José Mário Scalon Angonese, e na sequencia foi oferecido um lanche confeccionado pelos adolescentes durante as oficinas profissionalizantes de panificação e chapeiro/lancheiro.

Segundo I.W.J, 17 anos, o encontro serviu para aumentar o laço afetivo com os familiares. "Acredito que essas oportunidades são de grande importância para a vivência e o comportamento nosso aqui no Cense. Acredito ainda que cada encontro sempre acrescenta algo em minha vida”.

Para o diretor da Unidade, Jorge Wilckzek, nesses eventos os adolescentes puderam mostrar aos pais um dos trabalhos ao qual é aprendido nos cursos profissionalizantes dentro do Cense. “Essa é uma oportunidade ao qual a equipe tem de integrar a família e os adolescentes num contexto de trabalho envolvendo toda a comunidade socioeducativa incluindo a assistência religiosa”.

“Estamos trabalhando para quando o adolescente voltar para sociedade tenha condições e capacidade técnica de inserção no mercado de trabalho”, finaliza o diretor.

Também esteve presente durante o evento a promotora de Justiça de Piraquara, Juliana Baran.

Fonte: http://www.justica.pr.gov.br/

Pastor Marco Lima é morto quando fazia evangelização de traficantes em Belford Roxo

pastorclaudioO pastor Marco Aurélio Bezerra de Lima, de 48 anos, foi morto quando fazia a evangelização de traficantes no bairro São Leopoldo, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, na tarde desta sexta-feira.

O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Segundo o delegado Giniton Lages, o pastor foi baleado por um traficante. A ocorrência ainda está em andamento.

O pastor deixou três filhos. Um deles, Jeremias Costa de Lima, de 23 anos, conversou com o amigo que estava com seu pai no momento do crime.

- Ele contou que meu pai estava sentado no carro, no banco do carona, mostrando as fotos de traficantes que ele conseguiu levar para a igreja. Foi quando veio um cara, que parecia alterado, e atirou nele. O tiro pegou no ombro e atravessou o peito. O amigo do meu pai acelerou o carro e o levou até o Corpo de Bombeiros. Em seguida, foram para o Joca (Hospital municipal Jorge Júlio Costa dos Santos), mas ele já estava morto - lamentou Jeremias.

O filho contou que a família está em choque:

- Ele nasceu e cresceu em São Leopoldo. E estava acostumado a evangelizar em favelas da região. A família está muito unida nesse momento.

Marco Lima foi candidato a vereador de Belford Roxo, em 2012, pelo DEM. Ele era pastor da Assembleia de Deus Missão Sem Fronteiras e, segundo seu Facebook, nasceu no Ceará.

Fonte: http://www.baixadavivanoticias.com.br/

Agenda pede desencarceramento

desencarceramentoO Brasil tem a quarta maior população carcerária do mundo, conforme o último Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen), publicado no início deste ano. O número de pessoas privadas de liberdade no Brasil chegou a 622.202 em dezembro de 2014, com aumento de 7% em relação ao mesmo período do ano interior. Além disso, 40% dos presos brasileiros são provisórios, ou seja, ainda não foram julgados em primeira instância. Outro dado relevante é que, em 25 anos, o número de pessoas privadas de liberdade saltou de 90 mil para 622 mil, um aumento muito superior ao crescimento da população. 

Diante desta realidade, movimentos e organizações sociais de enfrentamento ao chamado Estado Penal publicaram a Agenda Nacional pelo Desencarceramento, que recebeu apoio da Pastoral Carcerária, ligada à Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Em documento publicado no site da pastoral, os signatários do documento listam uma série de ações para reduzir a população carcerária no Brasil. 

A restrição máxima das prisões cautelares é uma das reivindicações, assim como redução de penas e descriminalização de condutas, em especial aquelas relacionadas à política de drogas. Pedem ainda suspensão de qualquer investimento em construção de novas unidades prisionais; restrição máxima das prisões cautelares, redução de penas e descriminalização de condutas, em especial aquelas relacionadas à política de drogas; ampliação das garantias da execução penal e abertura do cárcere para a sociedade; vedação absoluta da privatização do sistema prisional; e combate à tortura e desmilitarização das polícias e da gestão pública. (C.A.)

Fonte: http://www.folhadelondrina.com.br/

Penas Alternativas

liberdadeprovisoriaA realização de audiências de custódia até 48 horas após a consumação de prisões em flagrante está mudando o cenário das cadeias superlotadas de Londrina. Um ano após o projeto que garante essas audiências, a Vara de Execuções Penais (VEP) conseguiu reduzir em 45% o número de presos provisórios no município. A partir de critérios baseados na natureza do crime e nas condições de vida do acusado, os juízes também podem decidir por manter em liberdade, até o julgamento, aquelas pessoas que foram presas em flagrante, mas a princípio não oferecem riscos à sociedade. Restrição de direitos ou o uso de tornozeleiras eletrônicas são outras alternativas possíveis à prisão. Há uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que sugere que toda pessoa presa em flagrante delito, independentemente da motivação ou natureza do ato, seja obrigatoriamente apresentada, em até 24 horas da comunicação do flagrante, à autoridade judicial competente, e ouvida sobre as circunstâncias em que se realizou sua prisão ou apreensão. Nos finais de semana, esse prazo pode chegar a 48 horas. Desde setembro de 2015, quando foi iniciado o projeto, dos 1.427 presos, 790 (55%) tiveram mandado de prisão expedido. Outros 21% (308) passaram a ser monitorados por tornozeleiras eletrônicas e 23% (329) receberam liberdade provisória. Em Londrina, uma parceria importante entre a VEP e universidades está ajudando a garantir um processo mais humanizado para aqueles que ganham o benefício da liberdade provisória. O projeto Circulando a Liberdade prevê que essas pessoas sejam atendidas por estudantes de Direito, Psicologia e Serviço Social para que recebam orientações sobre a condição em que se encontram. A ideia é que eles se conscientizem sobre o ato que cometeram, baseado no moderno conceito de justiça restaurativa, e realizem uma reflexão sobre as consequências do que praticaram. A justiça restaurativa é uma proposta interessante pois se preocupa com a ressocialização ao adotar as chamadas penas alternativas. Com isso, a reincidência pode cair e o sistema prisional fica mais disponível para receber aqueles que já foram condenados.

Fonrte: http://www.folhadelondrina.com.br/

Mais artigos...

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto     safestore1      CONTASABERTAS  universidadedotransito   acervo        kennya6      alexandrejose    codigoeticajor    jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web